A Flic e a Clip

06/07/2008

Depois de Luiz Melodia chamar a Flip de “Flic”, foi a vez de Luis Fernando Verissimo, em sua primeira frase da conversa com Tom Stoppard, ontem à noite, chamá-la de “Clip”. Ao contrário do músico, o escritor percebeu imediatamente o erro e se corrigiu.

Cáspite! Coincidência, com certeza. Contudo, cabe a conjetura: e se a letra cê estiver cavando um convite para o convescote?

7 Comments

  • Claudia Freire 06/07/2008 at 15:35

    Ô, Sergio, só falta alguém agora chamar a FLIC de CLIC.
    Vamos esperar!

  • Claudia Freire 06/07/2008 at 15:40

    Nossa, quis dizer FLIP e CLIC!
    Qu eé isso!

  • Claudia Freire 06/07/2008 at 15:48

    Parece um vírus, daqueles que pega pra valer!
    FLIP que deu FLIC que deu CLIP que deu CLIC, como num clic.

  • Noga Lubicz Sklar 06/07/2008 at 15:52

    chapéu na mão chocalhou chapado, mas, ops: isto é Joyce. e se fosse bê: bebida bife batalha boiada buzina berreiro besteira bispo.

  • aiaiai 07/07/2008 at 06:47

    Acho que vcs andaram tomando muita Paraty…só pode ser isso!

  • Rafael 07/07/2008 at 11:24

    A aliteração deveria ser criminalizada no Brasil. Não consigo entender por que razão há pessoas que realmente acreditam que enfilerar quatro palavras iniciadas com a mesma consoante é uma grande realização estética.

  • jerval peixoto sobrinho 07/07/2008 at 15:03

    Rafael:
    vc tem razão, mas não insista muito porque, os concretistas estão aí mesmo. Não duvido que saia daqui a pouco um poema clip, vip, flit, sic ……

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial