Curiosidades etimológicas: Presepada

27/02/2010

Sempre me intrigou que o presépio, singela representação do nascimento de Jesus Cristo numa estrebaria, tenha tido na língua brasileira filhotes pejorativos como “presepada” (palhaçada) e “presepeiro” (fanfarrão). Vinda do latim praesepium, que quer dizer apenas curral, cercado onde se guardam animais, a palavra “presépio” existe no português desde o século XIV, com sentido exclusivamente religioso.

Quem passa mais perto de uma explicação é o etimologista Silveira Bueno. Depois de afirmar que a tradição do presépio foi iniciada por São Francisco de Assis, ele registra no verbete “presepista”, sinônimo menos comum de presepeiro, que a palavra se aplica tanto a quem monta presépios quanto aos “farsantes que tomavam parte nos autos de Natal”. Isso joga uma luz nova sobre uma das acepções de “presepada” no Houaiss: “espetáculo ridículo”. A péssima qualidade dos atores dos presépios vivos, seus prováveis maneirismos, para não mencionar a cenografia e os figurinos toscos – tudo isso pode ter criado as condições para o nascimento de “presepada”.

Publicado no “Nomínimo” em 22/12/2006.

19 Comments

  • Daniel Brazil 27/02/2010 at 00:22

    Este post deveria ser publicado no Natal ou na Semana Santa. O original estava correto. Mas… em fevereiro?

    • Rosângela 27/02/2010 at 01:06

      Minha mãe usava muito este termo, com certeza não sabia a origem..
      Infelizmente o homem quis tornar as imagens referentes a Jesus Cristo e a tudo o que lhe envolvia motivos de adoração. Só conseguiram fazer as imagens de acordo com a criatura. Virou mesmo uma presepada. Deus Vivo não combina com este concreto-criatura.
      Acaba mesmo virando um espetáculo e pior um ópio.
      Desculpa vir…
      Foi só por sua postagem.
      E demais a mais… hoje é sábado.
      Boa noite, Sérgio.

    • Sérgio Rodrigues 27/02/2010 at 07:49

      Daniel, presepada não é palavra natalina, tem o ano inteiro.

  • Rosângela 27/02/2010 at 01:11

    Ah! Na verdade vim trazer meu novo e concentrado blog. Digo concentrado por, além de motivos outros, concentrar nele os outros blogs.
    Não é blog de religião. É da Verdade, integridade e humildade, que não cabem mais no relativismo “pós tudo”.
    Restauração de todas as coisas…que de qualquer maneira virá, apenas estou embarcando.
    http://www.acridoce-oil.blogspot.com

  • realista 27/02/2010 at 16:28

    Presepada não tem nada haver com presépio,
    e sim do termo galhofar. Tomando esse sentido quando houve a fundação da escola de Sagres.

  • Sérgio Rodrigues 27/02/2010 at 21:05

    É mesmo, realista? Como isso aconteceu?

  • Julio 27/02/2010 at 23:46

    Gostei da explicação, aliás maus atores é o que mais tem nessa terra.

  • realista 28/02/2010 at 07:43

    Sergio.
    A escola encomendou alguns astrolabios a um fabricante
    que os entregou em embalagens de presepios, pois ja havia passado a epoca de natal.Quando abriram as caixas não havia dentro dela o que deveria ter.

  • Heitor Rodrigues 28/02/2010 at 09:00

    Sérgio,

    Presepadas e presepeiros,
    Temos aos montes, o ano inteiro!

  • Primo 28/02/2010 at 10:04

    Contavam meus ancestrais Italianos que, nos idos de 1.910 , havia uma artesã na Calábria, Dona Pepa que além de fazer vários objetos de madeira sob encomenda, tanto ornamentais quanto úteis e os fazia com justa fama. Raramente fazia para sua própria casa, porém um dia resolveu fazer uma surprêsa á sua família e perto do Natal idealizou uma caixa de madeira tal qual uma estrebaría na qual colocou dezenas de miniaturas de todos os figurantes tradicionais da época, inclusive os bichinhos. Durante várias madrugadas trabalhou com afinco e capricho, por fim no dia de Natal deixou-o coberto para a surprêsa na hora da ceia. Pediu silêncio para uma oração e ao terminar levantou o pano e … lá estava ele todo colorido um a um dos componentes! Para surprêsa de quem espera elogios e recebe crítica ouiviu: “mamma mia que bruto!”, “amore é espaventoso!”, “mamma, perque a fatto cosí?” – Não teve dúvidas de súbito pegou o presépio e arrebentou na cabeça do Sr. Pepo. – Desde então começou a ser usado o têrmo PRESEPADA.

    • Rafael 01/03/2010 at 10:59

      Vou corrigir o italiano, porque o restante da história é incorrigível:
      Mamma mia, che brutto!
      Amore, è spaventoso!
      Mamma, perchè è fatto così?

      Alguém saber dizer de que planeta provêm esses especialistas em etimologia?
      Nem perderei meu tempo com a lenda da Escola de Sagres…

  • Primo 28/02/2010 at 10:33

    Sérgio aprecio saber a etimología das palavras, gostaría, se você puder, da origem do termo “BARBEIRO” ao referir-se á quem dirige mal. Obrigado.

  • antonio meneses de oliveira 28/02/2010 at 20:33

    Tudo aquilo que vem para enriquecer nosso conhecimento é bem-vindo em qualquer época. Para mim foi excelente saber a origem do termo pejorativo “presepada” oriundo de uma palavra tão significativa para nós, cristãos – “presépio”

  • fernando 28/02/2010 at 21:15

    se a palavra ita em tupi guarani significa pedra o que significa ITALIA em tupi guarani?.

    • Rosângela 01/03/2010 at 12:16

      Show, Fernando. Essas pegadinhas me pegam na hora…kkk adorei

  • Rosângela 01/03/2010 at 12:18

    Ah… escrevi uma cartinha para Dilma: veja aqui:
    http://www.acridoce.oil.blogspot.com

  • Matias 01/12/2011 at 14:02

    A avenida Paulista está cheia de presepeiros.

  • Ruth de Oliveira 12/12/2014 at 16:27

    Estava mesmo desconfiada da origem de presepada. É que nessa época do ano a gente lê tanto presépio pra cá e pra lá que acabou surgindo a dúvida. Gostei da explicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial