Disney, ou melhor, Dickens World

18/04/2007

Auto-ajudificar um autor como Cormac McCarthy (veja a nota abaixo) não é nada perto da disneyzação do clássico vitoriano Charles Dickens (1812-1870). E isso não tem nada de metáfora. Dê uma olhada no site do Dickens World, um megaparque temático – investimento da ordem de R$ 250 milhões – dedicado ao autor de “Um conto de duas cidades”, que abrirá suas portas na Inglaterra no dia 25 do mês que vem.

Os organizadores prometem, pelo preço do ingresso, mergulhar o visitante nas “ruas, sons e cheiros” da sociedade inglesa – com suas desigualdades de padrão brasileiro – em que viveu o pai de David Copperfield e Oliver Twist. Algo me diz que vão pegar leve no quesito “cheiro”. Ou seja: pobres encantadores de pés descalços e maquiagem fuliginosa tomarão o lugar de Mickey e Donald, mas o espírito é o mesmo.

Um grande barato? O supra-sumo do brega? Talvez seja melhor parafrasear o próprio Dickens: “É o melhor dos tempos, é o pior dos tempos”.

14 Comments

  • joao gomes 18/04/2007 at 17:57

    Boa idéia.
    Aqui poderia ser criado o Lobato World.
    Se vai dar lucro? Depende.

  • Saint-Clair Stockler 18/04/2007 at 17:57

    Céus, acabo de ter uma visão: um “Paulo Coelho World”, em que os visitantes pudessem mergulhar na “atmosfera” (rarefeita) do Grande Autor Brasileiro: poderíamos sair em busca de Segredos, vivendo a nossa Lenda Pessoal; poderíamos viver 11 minutos como prostitutos; nos tornaríamos bruxos e bruxas wiccans ou motoqueiras lésbicas (acho que eu ficaria uma gracinha de motoqueira lésbica). Claro, não faltariam pedras à beira de um rio para que, fatigados, pudéssemos nos sentar e chorar.

  • Saint-Clair Stockler 18/04/2007 at 17:58

    P.s.: Desculpa, Claudio: sei que você é o principal defensor todoproseano do Paulo Coelho. Não quis te irritar não, tá bom? Eu prefiro Osho.

  • Tibor Moricz 18/04/2007 at 17:59

    Melhor que Lobato World, é criar simplesmente o Sítio do Pica-pau Amarelo. Transpô-lo dos estúdios áridos da Globo pra alguma locação digna de um dos nossos melhores ficcionistas.

  • Tibor Moricz 18/04/2007 at 18:01

    Viva, Saint-Clair voltou… mesmo que apenas num relance.

  • Saint-Clair Stockler 18/04/2007 at 18:09

    Pois é, Tibor: eu agora sou epifânico.

  • Duran Duran 19/04/2007 at 09:11

    Ah!!! Que issso, gente!?! Vamos criar o Duran Duran World. Ninguém inventa mais história do que eu. Pelo menos é o que dizem sobre mim. Valeu!!!

  • Lorena Suppa 19/04/2007 at 09:38

    É, voto no Lobato World pra dar fim de vez ao Parque da Xuxa!
    Tô contigo Joao Gomes!

  • Cláudio Soares 19/04/2007 at 13:41

    Saint Clair: O bom filho, à casa torna…

  • Cezar Santos 19/04/2007 at 17:39

    uqe tal a paulocoelhândia?

  • Daniel Brazil 19/04/2007 at 19:14

    E uma Amadolândia? Compre um ingresso e passe um dia na telúrica e sensual Bahia! Banho de mar acompanhado por capitães-de-areia! Passeio de barco com Vasco Moscoso de Aragão, capitão-de-longo-curso! Almoço no afamado Sabor e Arte, recepcionado por Sônia Braga, digo, Dona Flor!
    No período da tarde, passeio à Zona do Cacau! Conheça a réplica exata do Bar Vesúvio, e prove as empadinhas de Gabriela!
    Programa noturno especial: visita ao Bataclã, castelo de Maria Machadão e divirta-se com as meninas mais apimentadas da Bahia!

  • joao gomes 20/04/2007 at 11:20

    Pô Daniel Brasil,
    Isso está parecendo marketing de turismo sexual!

  • Daniel Brazil 24/04/2007 at 00:20

    Mas a obra de Jorge Amado não pode ser lida como um imenso marketing de turismo sexual, João?

  • Paulo 25/04/2007 at 06:11

    Eles vão reproduzir a Paris do Terror? Com Robespierre e tudo? Divertido…

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial