Enquanto existe 2010…

27/12/2010

…dá tempo de comentar a eleição do livro do ano na Espanha por um time de críticos reunido pelo caderno “Babelia”, do jornal espanhol “El País”: ganhou “Verão”, de J.M. Coetzee, um híbrido de romance e memória que também por aqui foi acolhido generosamente. O livro, lançado no Brasil pela Companhia das Letras, não me agradou muito, como expliquei aqui num post de julho, mas teve inúmeros defensores – Michel Laub foi só um deles.

Seja como for, é muito melhor ler sobre a vitória do escritor sul-africano do que ser informado de que “Psicopata americano”, de Bret Easton Ellis, vai virar musical da Broadway. Bem que o ano podia ter acabado sem essa.

3 Comments

  • Adriana de Godoy 28/12/2010 at 23:14

    Sergio,
    Estou lendo sua tradução de “O emblema vermelho da coragem”, para a Penguin-Companhia, e agradeço pelo trabalho excepcional.
    Que livro!
    Um abraço e bom final de ano!

    • sergiorodrigues 30/12/2010 at 20:09

      Obrigado, Adriana. Feliz 2011 pra você.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial