Ih, chegou a Flip!

30/06/2009

Amanhã de manhã estou indo para a Flip, minha quinta em sete anos. Esta é diferente para mim. Em 2004 trabalhei como mediador em duas mesas – a de Jeffrey Eugenides com Jonathan Coe e a de Luiz Vilela com Sérgio Sant’Anna – mas é a primeira vez que, como autor convidado, viro uma vidraça propriamente dita.

Vou abrir mão da piadinha previsível sobre telhado de vidro e escassez capilar, mas não posso fugir da constatação de que isso mudará um pouco o jeitão da cobertura que os leitores do Todoprosa – como todo ano – encontrarão aqui. Para começo de conversa, a agenda de um convidado tem lá suas incompatibilidades com a de um blogueiro integralmente dedicado a produzir posts em série.

O que importa é dar aqui a notícia de que o blog vai continuar aberto e funcionando, com pelo menos um post por dia, diretamente das ruas de Parati. Talvez se pareça mais com o diário de um autor na Flip do que com uma cobertura convencional, o que pode ser uma variação interessante no cardápio todoprosaico. Seja como for – e quem quiser suspirar de alívio, pode – não me vejo gastando muitas linhas para resenhar o café da manhã da Pousada da Marquesa.

No mais, qualquer que seja a agenda, acho muito difícil que eu perca a chance de ver e ouvir Richard Dawkins, Atiq Rahimi com Bernardo Carvalho, Cristovão Tezza com Mario Bellatin, Chico Buarque com Milton Hatoum, Sophie Calle, Gay Talese, Lobo Antunes e Simon Schama. As outras mesas talvez sejam negociáveis, talvez não. Quem ler verá.

Em tempo: estarei na mesa “Verdades inventadas”, ao lado de Arnaldo Bloch (“Os irmãos Karamabloch”) e Tatiana Salem Levy (“A chave de casa”), com mediação de Beatriz Resende, às 15h de quinta-feira, para falar da mistura de pesquisa e ficção em meu romance “Elza, a garota”.

18 Comments

  • Tibor Moricz 30/06/2009 at 19:38

    Boa sorte e sucesso!

  • Lex 30/06/2009 at 19:54

    Tomara que seja uma cobertura com forte conteúdo do que vai rolar por lá.

  • MARTA THOMAZIA ANDRADE DO AMARAL 30/06/2009 at 20:21

    Prazer…boa sorte e espero vê-lo bem contente!!!!
    Eh não te conheço pois justo 2004 não compareci, mas estaremos numa galera animada que curte muito as mesas, ainda mais quando o assunto é bom!!!

  • Isabel Pinheiro 30/06/2009 at 20:31

    Sérgio, boa viagem e boa Flip. Aproveite! Um beijo, Isabel

  • Tristão Macedo 30/06/2009 at 21:46

    Sucesso, lá, bom mineiro! Um abraço de outro mineiro.

    É muito gratificante ver gente mineira fazendo bonito fora do estado. Li seus livros e gostei muito.

  • Hamilton 30/06/2009 at 22:35

    Que tal um roteiro de cinema a partir de “Elza, a garota”?

  • Sílvia 30/06/2009 at 23:31

    Em tempos em que educação de qualidade ficou em segundo plano na politicagem, que bom que teremos um representante jovem e de peso como você! Li seu blog pela primeira vez e me encantei com suas palavras livres e inteligentes. Boa sorte!

  • barbosa 30/06/2009 at 23:33

    Calma, calma com esse negócio de versão para cinema, não acham? É porque… Não sei, mas talvez alguns livros tenham q circular mais pelas nossas mentes antes de um filme invadir nossa imaginação com as imagens dos personagens e do próprio “cenário” da trama. Por exemplo, eu ainda não li Elza, vou le-lo em breve e quando o fizer quero ficar com a imgem dos personagens que eu próprio construir por muito tempo…

  • Noga Lubicz Sklar 01/07/2009 at 07:53

    Boa viagem, Sérgio. Aproveite bem o privilégio que vc merece.

  • josé rubens 01/07/2009 at 08:32

    Boa viagem! Não se esqueça também de nos municiar das inevitáveis fofocas.

  • sÉRGIO rODRIGUES JOALHEIRO 01/07/2009 at 08:39

    Sérgio precisamos formar uma comfraria dos sergios rodrigues…risos tem arquiteto np rio, vc escritor, cantor e eu aqui … se descobrir mais um da pra concorrer com a fiel do timão…abraço só pra descontrair!

  • Laila 01/07/2009 at 08:48

    Boa sorte! Ficaremos aqui torcendo por ti.

  • kylderi 01/07/2009 at 09:10

    Sucesso e bom proveito, Sérgio.

  • isaac 01/07/2009 at 10:01

    sérgio, não tem como filmar e jogar na internet?
    todas essas palestras são muito boas, mesmo que alguns escritores participantes eu não goste, o que não é o seu caso, é claro.
    grande abraço.

  • Klaus 01/07/2009 at 10:07

    Maravilha, Sergio! Boa sorte na mesa. Vou ficar grudado por aqui devorando as notícias que tiver. É uma maldição não poder estar em Parati.
    Aplauda o Gay Talese por mim.

    grande abraço

  • Fernando Torres 01/07/2009 at 11:23

    Boa Sorte Sérgio. Você vai precisar.

  • Carlos Eduardo 01/07/2009 at 14:07

    Boa viagem e boa sorte.

  • Werner Plaas 01/07/2009 at 15:01

    Sérgio, eu te invejo por poder estar lá.
    Adoraria poder ver o Richard Dawkins ao vivo, pois devo a ele grande parte da coragem de me tornar ateu aos 40 anos, depois de ter sido um católico recalcitrante.
    Em 1986 li a primeira edição do Gene Egoísta (tinha graves problemas de tradução) e deixei de ir à igreja, convencido de que o ciência era incompatível com a religião, embora este seja um de seus únicos livros que não ataque a religião frontalmente. Mas foi inevitável chegar à conclusão.
    Quando conheci minha futura esposa, voltei aos bancos da igreja. Todos sabem que é muito mais conveniente socialmente participar de uma comunidade religiosa, principalmente em cidade pequena. Confesso minha pusilanimidade.
    Tentei conviver com a hipocrisia, mas não agüentei. Imaginem o espanto de todos quando decidi afirmar que sou ateu.
    Não tenho a disposição, o sangue frio e a lucidez leonina de Dawkins para argumentar com fiéis, então me abstenho de tentar convencer minha mulher, meu pai, meus amigos, meus colegas de trabalho e o padre que celebrou o meu casamento sobre a hipocrisia e a irracionalidade da fé. Mas gostaria de dizer ao Dawkins que estou bem mais em paz com minha consciência agora. Se tiver a chance, diga a ele que o admiro.

    Abraço

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial