Irã proíbe ‘O código da Vinci’

27/07/2006

O best seller de Dan Brown, cuja tradução já teve oito edições no Irã, não pode mais ser republicado no país. Os exemplares existentes continuarão à venda – presume-se que devidamente inflacionados. O governo se decidiu pelo veto depois de uma campanha de líderes cristãos iranianos. Curiosamente, os cristãos são gatos pingados no país: cerca de 100 mil contra 69 milhões de muçulmanos.

9 Comments

  • clau 27/07/2006 at 16:19

    incrível como cristão leva tudo ao pé da letra! tudo q é dito sem o consenso ou do jeito q eles querem é heresia!

    até conheço cristãos devotos q nem se abalaram com o livro, acharam meia boca…eu já ahei um livrinho de historia como qqer outro, q pra mim nao seria best seller…bom, eu tb acho q paulo coelho não é literatura, mas…isso é comigo…

  • O Cara 27/07/2006 at 17:14

    Em matéria de censura, todas as religiões se unem e se apóiam…

  • Sergio O 27/07/2006 at 17:18

    Ou trata-se de uma santa inguinoranssia que astravanca o pogressu
    Ou
    algum cristão dono de uma distribuidora de livros provocou essa balburdia para vender os livros a preços de ouro, como fez o Sr. Bush com suas incursões pelo Iraque para ter suas ações petroleiras texanas valorizadas com o preço do barril a quase 80 dolares

  • Voltairine 27/07/2006 at 17:30

    Nao sei nao, me parece coerente.
    Se eles pretendem que qualquer texto que lhes pareca atingir o islamismo seja proibido no ocidente eh razoavel que o facam eles mesmos em casa.
    Nao da pra concordar com a sensura, mas que eh coerente eh.

  • João Paulo 27/07/2006 at 17:49

    Concordo e aprovo. Nada mais sensato do que ter respeito pela fé das pessoas, independente de país, cor, raça ou religião. Qualquer tentativa de colocar essa fé em dúvida deve ser desmistificada. E isso não tem nada a ver com censura.

  • Voltairine 27/07/2006 at 21:52

    Ah tem sim Joao Paulo, Eu disse que eras coerente nao que era correto. Eh censura descarada,coisa de brucutu . Mas um mas brucutu coerente.

  • Felipe Flores 28/07/2006 at 04:24

    Alguns religiosos muçulmanos entendem que Jesus Cristo, por ser um dos profetas do Islã (chamam-no de Issa), também deve ser resguardado de eventuais “blasfêmias”. Moro no Irã hã um ano, mas posso dizer que apesar de minoria, os cristãos, especialmente os armênios são muito respeitados.

  • André Pessoa 28/07/2006 at 12:14

    Algumas pessoas talvez não saibam, mas existe uma comunidade de 13 mil judeus no Irã, que aparentemente têm sua liberdade religiosa respeitada (embora o sionismo seja obviamente proibido).

  • Writing Ghosts 28/07/2006 at 21:23

    isso é realmente interessante, e mais revelador das condições em que se relacionam judeus, cristãos e islamitas naquele pedaço do que qualquer newspaper UK-USA é capaz de publicar.

    e respeito vale em qualquer lugar, estou com o João Paulo. e a censura é coerente, como disse a Voltairine, mas acredito que em certas circunstâncias – até por forças maiores – seja válido.

    não incondicionalmente, não arbitrariamente.
    a linha que separa as duas medidas é tênue: mas ninguém disse que seria fácil…

    sei lá, de repente sou um utopista e não sei (sei, sim) disso.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial