Mia Couto: ‘O outro pé da sereia’

21/05/2006

Mia Couto: O outro pé da sereiaO novo romance do premiado escritor moçambicano Mia Couto, “O outro pé da sereia” (Companhia das Letras, 336 páginas, R$ 43), que acaba de sair em Portugal e chega às livrarias daqui no fim desta semana, une dois momentos históricos – 1560 e 2002 – por meio de uma relíquia que atravessa os séculos: uma velha imagem de Nossa Senhora com o pé quebrado. O sincretismo tecido em torno da santa serve de emblema da história de Moçambique. O trecho a seguir foi retirado do terceiro capítulo e joga o leitor em 1560, a bordo da nau portuguesa Nossa Senhora da Ajuda, que zarpou de Goa com destino à África levando a imagem benzida pelo papa e uma missão: converter infiéis:

A vela pincelou de luz a estátua da Santa. Naquele bruxulear, a Virgem parecia animada de vida interior. O padre Antunes certificou-se de que a imagem estava bem apoiada, a salvo dos balanços do mar. Depois, fechou os olhos, deixando-se possuir pelo duplo embalo: da obscuridade e do mar.

Acreditava estar dormindo quando um rosto pálido de mulher lhe inundou os sentidos. Era uma jovem despedindo-se na berma do rio Mandovi. Antunes seguia na canoa a caminho da nau e a moça ia caminhando sobre o lodo, arrastando as vestes pela lama. A roupa foi somando peso, dificultando-lhe a marcha. Até que ela decidiu desenvencilhar-se do vestido e passou a caminhar nua. Ela não apenas caminhava: circulava como se fosse a dona do mundo de lá. Por mais que quisesse, o padre não despegava os olhos do seu corpo.

Você se lembrará assim de mim, disse a desconhecida.

Cubra-se, mulher…

Você se lembrará de mim quando for tragado pelo mar, vaticinou a mulher.

O padre despertou estremunhado. Raio de sonho, exclamou. Levantou-se e foi ao convés para respirar. O que sucedia para ser assaltado por sonhos eróticos? Talvez fosse a noite particularmente ventada, talvez fosse a ondulação cavada que se fazia sentir. Olhou a fogueirinha de sinalização e vislumbrou o escravo Nimi Nsundi tomando conta do fogo. Fez-lhe um sinal e o outro respondeu com ensonado aceno. O negro sossegou, pensou o português.

Regressou ao quarto, voltou a deitar-se e não tardou a mergulhar no mesmo sonho, o mesmo rio o envolveu num crepitar de ondas. A voz suave da mulher estava agora mais próxima, segredando ousados convites:

Toque-me, toque em mim que eu o farei renascer.

O padre fez chegar a canoa para junto da margem, a mulher estendeu-lhe uns braços estranhamente compridos, os dedos lhe roçaram a pele, arrepiando-o. Antunes não negou o seu abraço quente e as femininas mãos o enlaçaram como lia-nas, fazendo balouçar a barcaça. O padre tombou no rio e se afundou nas águas turvas. Sentiu que desvanecia, puxado por obscuras forças que o faziam submergir. Até que delicados braços o puxaram para a superfície. É ela que me está salvando, pensou. Soltou-se já sem alma, o seu corpo emergindo de um ventre de mulher e, numa espécie de parto às avessas, foi assomando à tona da água. Quando, finalmente, reganhou ar e luz, Antunes se libertou desse abraço redentor.

Acudam-me!, gritou.

Mas não foi voz humana que respondeu. Diante dele estava Nossa Senhora, em carne e osso. As suas vestes estavam encharcadas e o rosto salpicado de lama. Foi entrando nas águas, os braços movendo-se como se fossem barbatanas, os olhos redondos, sem pálpebras.

Sou kianda, a deusa das águas.

O padre Antunes de novo pulou da cama, esbracejando a enxotar o sonho, repelindo pecaminosos pensamentos.

Quando assomou ao convés, uma tempestade violenta havia deflagrado e os marinheiros, atarefados, corriam de barlavento para sotavento, cuidando de não serem tragados pelas vagas que varriam a coberta. Mais além, soldados metiam fogo a um falcão para avisar as outras naves da sua nebulosa localização. O projéctil, como ave incendiada, subiu na escuridão. O padre estremeceu: a bala de pedra incandescida não evoluía nos céus mas era dentro dele que ardia, consumindo-lhe o peito e enchendo-o de fumos e desesperos.

18 Comments

  • Shirlei Horta 21/05/2006 at 20:41

    Uau… O sugerido é quase sempre mais sensual do que o real.

  • Peter Blake 22/05/2006 at 19:49

    Questão de ordem, Sérgio: precisamos combinar o uso de itálicos nos posts. Do jeito que você fez neste post eu fiquei confuso, sem saber o que era citação e o que o seu comentário. Naturalmente que lá pelas tantas fica claro, até porque você diz literalmente.

    Mas não custava reservar os itálicos para as citações e o corpo nomal para o seu próprio texto.

  • Sérgio Rodrigues 22/05/2006 at 21:03

    Lamento tê-lo deixado confuso, Peter, mas achei que estava claro: em todas as notas, o texto em tipologia normal é meu. Mas quando se trata do Primeira Mão, quem fala é o autor, digamos, convidado – e é só aí, para me diferenciar dele, que eu entro em itálico na cabeça. Em todos as demais notas, o autor sou eu, mas nesta não.

    Um abraço.

  • Shirlei Horta 23/05/2006 at 23:26

    Peter Blake, voltastes, estás bem, estou contente. Aqui está tudo confortavelmente o mesmo.

  • Luiz Edmundo 29/05/2006 at 19:19

    O trecho citado me lembrou os versos do Caetano na bela e já antiga canção “Que mistérios tem Clarisse?”:
    “E lentamente
    Despiu o corpo moreno
    E entre todos os presentes
    Té que seu amor sumisse
    Permaneceu
    No adeus chorando e nua
    Para que a tivesse toda
    Todo o tempo que existisse”…
    Bonito, né?

  • taynara 22/07/2007 at 11:02

    oi mia vc ta d+ e eu te adolo muito eu gostaria de te conhecer melhor ta add o meu msné taynara_tayne@hotmial.com
    te Dolo

  • Wandecy Medeiros - Patos -PB 25/10/2007 at 16:27

    Humilhando o dicionário

    Tire o pouco extenso perissodáctilo da precipitação atmosférica formada de gotas de água cujas dimensões variam entre 1 e 3 mm, por efeito da condensação do vapor de água contido na atmosfera.
    Tradução: Tire o cavalinho da chuva.

    Cada cebídeo na parte do ramo que fica presa ao caule depois de partido o ramo.
    Tradução: Cada macaco no seu galho.

    No órgão muscular situado na cavidade torácica que, nos vertebrados superiores, é constituído de duas aurículas e dois ventrículos, e que recebe o sangue e o bombeia por meio dos movimentos ritmados de diástole e de sístole de mulher, ou qualquer fêmea, que deu à luz um ou mais filhos em todo o tempo; em qualquer ocasião pode conter aumento, grandeza, superioridade ou comparação.
    Tradução: Em coração de mãe sempre cabe mais um.

    O som ou conjunto de sons emitidos pelo aparelho fonador do conjunto de indivíduos que falam a mesma língua, têm costumes e hábitos idênticos, afinidade de interesses, uma história e tradições comuns é o som ou conjunto de sons emitidos pelo aparelho fonador do princípio supremo considerado pelas religiões como superior à natureza, ser infinito, perfeito, criador do Universo.
    Tradução: A voz do povo é a voz de Deus.

    Indivíduo pertencente à espécie animal que apresenta o maior grau de complexidade na escala evolutiva que é indivíduo pertencente à espécie animal que apresenta o maior grau de complexidade na escala evolutiva não verte ou derrama líquido incolor, sem cheiro ou sabor, essencial à vida; que congela a 0°C e entra em ebulição a 100°C.
    Tradução: Homem que é homem não chora.

    Wandecy Medeiros: Só os loucos são maravilhosos

  • monTrierdeese 23/01/2008 at 00:23

    Hallo!
    More than one day ago I found wonderful sait with a lot of free songs for download. I found free mp3 portal of Girls Aloud, Fergie, Jay-Z mp3 there.
    What do you think about free mp3 music?

  • AborbellRor 23/01/2008 at 06:05
  • Anna 26/03/2008 at 14:21

    rise in the price of corn, 4s. will purchase no more home made div myspace layouts will infallibly increase the quantity but if you attempt by

  • Jourgenz 02/04/2008 at 09:34

    It’s test.
    I could’t post a message…

  • Jennifer 02/04/2008 at 16:25

    smaller quantity of silver than before but their real value free powerpoint backgrounds of water certain quantity of flax and hemp, than would have been necessary, had the

  • Kurtz 09/04/2008 at 15:34

    their feeling them afterwads so severely as they certainly would friendster overlay layouts exchange for corn. But in every country, the home market, as it

  • Mitchell 09/04/2008 at 23:07

    and the different values which it may add to the annual produce of the land zune myspace player skins statutes, exportation was always prohibited. By this system of

  • sdrisoeo 28/04/2008 at 14:38

    ??????????? ? [url=http://www.smiseo.net/]???????[/url] ??? ???????? ????????? (?????????) – ???? ?? ????? ?????????? ???????? ????????? ???????? ?????? (“?????”) ? ??????? Page Rank (PR) ? ??????-??????????? (??? )
    ??? ??? ???? ??? ??????? 5000+ ?????. ?? ?????? ?????? ?? ???????????? ? 350000 ??????? ??????????? ??????? 30% ??????? ? 70% ??????????.

  • Xvifxnfq 07/05/2008 at 12:53
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial