Moacyr Scliar (1937-2011)

27/02/2011

Moacyr Scliar, um dos mais importantes escritores brasileiros contemporâneos, morreu à 1h desta madrugada, aos 73 anos, em Porto Alegre, cidade onde nasceu e viveu por toda a vida. Ele estava internado numa unidade de tratamento intensivo do Hospital de Clínicas da capital gaúcha desde 17 de janeiro, após sofrer um acidente vascular cerebral quando se recuperava de uma cirurgia no intestino.

Médico sanitarista, gaúcho e judeu – seus pais chegaram ao Brasil fugindo de perseguições na Rússia –, Scliar construiu desde sua estreia na literatura, em 1962, com “Histórias de um médico em formação”, uma obra vasta e premiada que reflete sobre essas facetas de sua identidade. Ao longo de oito dezenas de títulos, entre a narrativa e o ensaio, firmou um estilo em que a erudição se alia ao humor, com toques de fantástico. Foi também um prolífico autor de literatura infanto-juvenil.

Entre seus livros de maior projeção internacional estão “O centauro no jardim”, “Exército de um homem só”, “A estranha nação de Rafael Mendes” e “Max e os felinos” – este, sobretudo devido à polêmica com o canadense Yann Martel, que, após ser acusado de plágio, admitiu ter se “inspirado” em seu ponto de partida narrativo (um rapaz preso num pequeno barco com um grande felino selvagem) para escrever o premiado “A vida de Pi”. O episódio provocou “furor” no mundo das letras, segundo reportagem de 2002 do “New York Times”.

Chamado pelo crítico argentino Alberto Manguel de “um dos melhores fabulistas brasileiros”, Scliar foi traduzido em mais de uma dezena de línguas, inclusive – de modo especialmente significativo para sua biografia – hebraico e russo. Deixa vaga a cadeira 31 da Academia Brasileira de Letras, para a qual foi eleito em 2003.

“A literatura não pode mudar o mundo, mas a minha geração achava que sim”, afirmou Scliar em entrevista de dois anos atrás. “Da mesma forma como acreditava a geração de Jorge Amado, Graciliano Ramos e Raquel de Queiroz. Em todo caso, se a literatura mudar pessoas, isso já é suficiente. E ela muda.”

Atualizado às 11h36.

29 Comments

  • Plauto Mendes 27/02/2011 at 10:48

    O Brasil perde um grande autor

  • Thiago Felício 27/02/2011 at 11:35

    Estou enlutado pela morte deste grande escritor brasileiro…Que perda !
    :(

  • Girlândia Andrade 27/02/2011 at 12:05

    Uma grande perda para o Brasil…lamento muitooo, os livros dele fizeram parte de todas as fases da minha vida!

  • lyah 27/02/2011 at 12:58

    Seus textos fizeram parte da minha vida.
    Grande homem.
    Deixou de herança seu enorme talento com as palavras.

  • Valdemir Ribeiro Albuquerque 27/02/2011 at 13:03

    Mais um grande expoente da literatura brasileira nos deixa. Espero que sua memória seja preservada pelo povo gaúcho.

  • Lourdes Marques 27/02/2011 at 14:15

    Lamento muito uma grande perda para a cultura do RGS e do Brasil… era leitora assídua de suas crônicas.

  • Daniel Aço 27/02/2011 at 14:22

    Escrevi uma singela homenagem a Moacyr Scliar:

    http://recantodasletras.uol.com.br/cronicas/2817875

  • luciano barella 27/02/2011 at 14:40

    os gaúchos, assim como todo o Brasil, perdem um dos seus melhores escritores. Médico dedicado a causas tão nobres e muito atencioso nos mais amplos aspectos…vá com DEUS MOACIR SCLIAR

  • Mauri Moro Machado 27/02/2011 at 15:16

    Fiquei chocado com a morte deste grande Gaúcho, como eu, que tive o prazer de conher aqui numa Feira do Livro, de Brasília. O Brasil fica mais pobre, a Cultura perde um grande nome. Ficam as saudades. Parta em Paz. MM.

  • geneci gomes de oliveira 27/02/2011 at 16:19

    grandes ideias,intelegencia, dedicação,vontade de mudar o mundo, mudar as pessoas, tornando-as melhor. exemplo de vida. é pena que pessoas assim tenham que partir. pessoas assim é que o mundo precisa.que suas obras façam pelas pessoas aquilo que ele faria se estivesse vivo,descanse em paz, na certeza de que deixastesótimos exemplos de vida.

  • zanzoreia 27/02/2011 at 18:25

    Foi bom ler isso tudo e o último parágrafo é um presente.

  • Heloisa Mazzali de Moraes 27/02/2011 at 19:01

    Fiquei chocada com a notícia. Confiava na sua recuperação. O caderno Vida de ZH ficará mais pobre…

  • Girlene Zuchetto Barros 27/02/2011 at 21:56

    O Rio Grande do Sul chora pela perda de um grande talento da literatura e da medicina. Lamentável…

  • REINALDO CHAVES DA SILVA 27/02/2011 at 21:58

    É UMA GRANDE PERDA,LI UMA OBRA DELE,” O CAROÇO DE ABACATE”,GOSTEI MUITO. O BRASIL PERDE UM GRANDE ESCRITOR.ESTOU TRISTE, MAS A VIDA TEM COMEÇO,MEIO E FIM,COMO DIZIA O GRANDE RAUL SEIXAS.ABRAÇOS REINALDO CHAVES DE SÃO LUIS/MA

  • zanzoreia 27/02/2011 at 22:09

    Quer dizer… ler sobre a morte de alguém é sempre pensante.

  • Kennedy 27/02/2011 at 22:31

    MORRE UM IMORTAL…, MAS VIVE NAS LETRAS.

  • Neiva Rodrigues 27/02/2011 at 23:59

    Triste saber da perda deste grande pensador.

  • Lisete Grun 28/02/2011 at 10:06

    Na última Feira do Livro/2010,na cidade de Novo Hamburgo/RS, assisti uma palestra encantadora do Moacir, e hoje pela manhã quando escutei no Jornal RBS a notícia sobre a sua morte, fiquei muito triste, pois nós gaúchos perdemos um grande escitor.

  • pedro curiango 28/02/2011 at 13:27

    Outra grande perda nacional neste fim-de-semana: BENEDITO NUNES.

  • ana 28/02/2011 at 14:08

    Estamos nos sentindo assim, A sindrome do ninho vazio de Moacir Scliar.

  • Fernanda 28/02/2011 at 17:58

    Grande perda para o cenário literário do Brasil, além de ser uma grande pessoa.

  • J.Paulo 28/02/2011 at 20:51

    Grande perda. Foi-se um dos nossos mais importantes e estimáveis homem das letras. Sou grande admiriador dele. A notícia me impactou, Sérgio, mas menos do que supunha; de certo modo eu sabia que uma recuperação dele era pouco provável, se fôssemos realistas. Um dia desses, antes mesmo de saber que ele estava hospitalizado, com a saúde bem débil, numa biblioteca, peguei o “A orelha de Van Gogh” lembro-me que o lia com muito prazer, dizendo: “Grande escritor!” Mas foi artista; grande escritor; ou seja, viverá para sempre através de sua obra.

  • Leia 01/03/2011 at 09:04

    Fique super trite com o falecimento deste grande escritor, eu tinha esperanças de que ele se recuperasse. Como sou professora,sempre usei seus textos que são muito inteligentes em sala de aula. Saudades!

  • Carla 02/03/2011 at 08:11

    Deus em sua Sabedoria sabe sempre o que faz. Que o abençoe onde ele estiver!
    Abraço fraterno em vc Moacyr Scliar, e muita luz no teu trilhar espiritual.

  • Raphael Damásio 10/03/2011 at 21:19

    Quase tão triste quanto a morte de Scliar é constatar que a revista Veja só lhe dedicou uma página na edição desta semana.

    Merecia, no mínimo, a matéria de capa.

    :(

  • Maria De Lourdes Barreto 03/04/2011 at 22:40

    UM GRANDE ESCRITOR BRASILEIRO ,QUE NOS DEIXA SAUDADES.QUE PENA SO TER CONHECIDO SUAS OBRAS NO ANO PASSADO NA FACULDADE.MAS TIVE A GRANDE OPORTUNIDADE DE VELO EM OUTUBRO DE 2010 ,QUANDO FOI A PRESIDENTE PRUDENTE.

  • priscila 08/06/2011 at 19:20

    jesus botou nos aqui para fazermos alguma coisa e acredito que ele colocou vc e todos nois para fazermos a diferença por isso agradessa a ele… obrigado pela atencao

  • priscila 08/06/2011 at 19:27

    ele era um bom homem jesus colocou ele no mundo por que achava e acha que aquele fes diferença obrigado vou sentir falta !!!!!!!!!!!!*_*_*

  • FERNANDA 08/07/2011 at 14:45

    UMA GRANDE PERDA PARA TODOS NOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial