Mulheres lendo

06/04/2010

Usar a beleza feminina para vender produtos é a mais velha das idéias publicitárias. Curioso que seja tão pouco empregada para promover livros ou o próprio hábito da leitura. Não é evidentemente irresistível o apelo de uma imagem que junta dois dos maiores prazeres da vida? (Sim, queridas leitoras: este é um post de gênero. Fiquem à vontade para adaptar o argumento com, sei lá, Paulo Zulu lendo “Out of Africa”.)

O “Global Times”, de Pequim, informa (em inglês) que esta é justamente a onda do momento entre editores chineses: contratar belas modelos para, em situações de rua, aparentemente espontâneas, exibir seus dotes intelectuais de nariz enfiado num livro. Está certo que não são pequenas as dificuldades práticas por aqui. Em primeiro lugar, as editoras brasileiras quase não investem em publicidade. E convenhamos que nem toda modelo convenceria num papel desses.

De todo modo, fica a sugestão para os formuladores de campanhas de incentivo à leitura. Vale ressaltar que a estratégia nada teria de gratuita: como se sabe, pelo menos quando se trata de ficção, as mulheres lêem mais que os homens.

Quer ver mais mulheres e livros? O blog “Babes with Books”, de onde saiu a bela foto à direita, parece ter fechado as portas (se alguém descobrir seu novo endereço, não deixe de avisar), mas uma abordagem mais clássica pode ser encontrada aqui.

38 Comments

  • Juliana Couto 06/04/2010 at 10:59

    Eu acho uma bela combinação, Sérgio. Mas discordo que precisam ser somentes modelos com ares intelectuais. As campanhas poderiam ser pensadas de outra maneira. De qualquer forma, não sei se funcionaria por aqui. Ando com livros pra cima e pra baixo e, pelo que vejo, ninguém presta atenção (ok, eu não sou nenhuma Isabelli Fontana, mas livros me chamam atenção e eu costumo observar leitores). Agora, se eu estivesse com o IPod, cantando Beyonce…

    • Klaw 09/04/2010 at 17:03

      Concordo com você Juliana. Não precisam ser somente modelos com cara de intelectuais. Existem tantos perfis femininos que poderiam divulgar com graça e competência a leitura. Outra coisa. Os livros são excelentes companheiros no ponto de ônibus, nos metros, pena que milhares de pessoas não prestem atenção nisso, e continuam perdendo tempo.

  • JH 06/04/2010 at 11:12

    Sérgio, aqui você encontra 500 fotos de mulheres e livros. Divirta-se: http://picasaweb.google.com/HardleySurton/BabesWithBooks#

    • Sérgio Rodrigues 06/04/2010 at 12:19

      Obrigado, JH, muito bom. Pelo que entendi, esse é o próprio arquivo do velho Babes with Books, não?

    • Rafael 06/04/2010 at 16:31

      Sem dúvida, o melhor link jamais disponibilizado neste site!

  • zanziscadEle 06/04/2010 at 11:19

    Acho bom, sim, associar mulher bonita a livros bonitos. Porque o quem tem de mulher lendo livros que as tornam mais feias não tá na mídia… e o pior, nem ajudam a melhorar o seu entorno.
    E bem que a mídia poderia promover mais verdades, né?
    Conheço mulheres lindas e que lêem muito. Sabe o quê os homens “intelecpornotuais” dos bancos de universidades falam para as mesmas? Vocês estão perdendo tempo de vocês… vocês são lindas… vamos sair…

    É preciso associar sim mulheres lindas a lindas leituras. E lindas leituras não são leituras religiosas e sim leituras todas comparadas com a verdade absoluta.

  • Francisco Fagundes 06/04/2010 at 12:53

    Literatura, leitura, poesia, beleza: palavras femininas.
    Por que será?

  • gilvas 06/04/2010 at 13:34

    mulheres lendo ascendem à categoria de musas.

  • Harpia 06/04/2010 at 13:37

    Não sei se daria certo. No Brasil ninguém acredita em mulher bonita E inteligente, então ….

  • Luis 06/04/2010 at 15:46

    Gisele, cuja foto está em toda parte… será que ajudaria a vender, Sérgio? Ou teriam de apelar a Paris Hilton?

    • Hefestus 06/04/2010 at 21:53

      Gisele nunca é flagrada lendo, pelo visto. Deve ter medo de macular sua imagem.

  • Marcelo ac 06/04/2010 at 17:39

    Grande Sérgio!! De fato são os dois maiores prazeres da vida mesmo. Mas logo atrás, acrescentaria o ato de escrever. Também é muito, muito legal. E se for, então, no corpo de uma mulher, a la Chico, então o deleite é incomensurável.

  • zanziscadEle 06/04/2010 at 19:00

    Olha, só Marcelo c.
    Você diz:
    “Grande Sérgio!! De fato são os dois maiores prazeres da vida mesmo. Mas logo atrás, acrescentaria o ato de escrever. Também é muito, muito legal. E se for, então, no corpo de uma mulher, a la Chico, então o deleite é incomensurável.”

    Pequeno Marcelo!!J;)
    Não só “de fato”, mas também “de direito” acrescentaria, bem antes da escrita, o ato da práxis, observar bem que parte da mulher receberia a escrita. E, dependendo do Chico, o deleite seria mensurável.
    Chico Bento= Uma escrita inocente, da terra e da simplicidade da vida, onde estaríamos refletindo sobre o ontem.

    Chico Xavier = Uma escrita esotérica que se estiver só com 90 por cento de Jesus e assim, 100 % sem Ele, onde estaríamos nas mãos de laçadores de alma.

    E o Velho Chico ( Rio) = Uma escrita arrebatora e por que não dizer transformadora de qualquer ambiente opressor, pois quando as águas vivas chegam…
    Acaba a festa, mas em compensação, começa a dança…

    Qual você acha que eu deixaria escrever em mim?
    Nada como dar o cérebro 100% para Jesus!
    Nossa práxis será libertadora e bem clara.
    Você compreendeu Marcelo C.

  • zanziscadEle 06/04/2010 at 19:08

    Foram “erros” e gostaria de consertá-los:

    Chico Xavier = Uma escrita esotérica que se estiver só com 90 por cento de Jesus estarará 100 % sem Ele, onde estaríamos nas mãos de laçadores de alma.

    E o Velho Chico ( Rio) = Uma escrita arrebatadora e por que não dizer transformadora de qualquer ambiente opressor, pois quando as águas vivas chegam…
    Acaba a festa, mas em compensação, começa a dança…

    Qual você acha que eu deixaria escrever em mim?
    Nada como dar o cérebro 100% para Jesus!
    Nossa práxis será libertadora e bem clara.
    Você compreendeu Marcelo C?.

    • Marcelo ac 06/04/2010 at 21:24

      Nossa, cara, você é impressionante!! Nossa, com tanto Cristo assim ninguém vai poder chegar perto de você… Nossa,, cara que medo, hein!!

    • Marcelo ac 06/04/2010 at 21:38

      Olha, lendo de novo o seu post, entendi melhor tua cabeça. Cara, minha malicia não foi a tal ponto, de fato, foi até muito menos do que você propõe. Aliás, essa gente religiosa costuma ter as cabeças mais sujas do mundo. Se for, então, da Igreja Católica, eu nem teria o trabalho de responder. O Saramago é que disse uma coisa muito certa: o ateísmo descompromissado precisa ser mais ativo. Grande sabedoria, grande escritor.

    • Marcelo ac 06/04/2010 at 21:45

      Mais: não cliquei em cima porque pode dar vírus!

    • Hefestus 06/04/2010 at 21:56

      Pior que depois de falar em tanto Chico o cara não captou a referência ao Chico citado pelo Marcelo.

  • Tibor Moricz 06/04/2010 at 21:56

    zanziscadEle é a Rosângela ou alterego dela.

  • Saint-Clair Stockler 06/04/2010 at 23:20

    Eu preferia mais um garotão – entre 16 e 28 anos, de preferência – lendo um livro.

    Mas gosto é gosto, né? Já andei percebendo que a Natureza, em geral, é meio “equilibriocêntrica”: gente inteligente costuma ser feia pra cacete e gente bonita na maioria das vezes é burra (os comentaristas deste augusto blog são a prova viva do que falo).

    Felizmente, vez ou outra, a Natureza se distrai e nos dá um Daniel Galera ou um João Paulo Cuenca – pena que isso seja tão raro.

    P.s.: Tô aqui pensando num escritor “queridinho da mídia” que é uma gracinha – se bem que um tanto quanto pintosa; mas eu pegava -, e que é burro que nem uma porta (desculpe, dona porta)…

    • Hildo Meireles 07/04/2010 at 12:12

      Considerar o João Paulo Cuenca e o Daniel Galera bonitos pode até ser – é questão de gosto, não resta dúvida. Agora, considerá-los inteligentes foi um pouco demais, não? Vou voltar a ler Hegel por aqui. Sou snob, sim. E leio no original em alemão. E sou feio pra cacete.

  • Marcelo ac 07/04/2010 at 09:08

    Em vez de arder no inferno, te proponho arder de desejo. É disso que vocês, crentes, precisam: sexo e mais sexo. Vai aí umas dicas: Poemas de Catulo da Paixão Cearense, organizados pelos docentes da Universidade de Coimbra, numa edição caprichada de luxo, e descaradamente pornográfica. A História do Olho, de Bataille, que provavelmente você vai ficar somente na primeira camada ( entendeu o que eu quis dizer com primeira camada?????) de leitura, mas não faz mal – você pode se deleitar mesmo assim, somente nessa! Depois tem Delta de Vênus, de Anais Niin, A

    • Marcelo ac 07/04/2010 at 09:13

      A Casa das Belas Adormecida, de Yasunari Kawabata, Dias de Paz em Clich, de Henry Miller, Trilogia Suja de Havana, de Pedro Juan Gutiérrez, e por aí vai…

    • Rafael 07/04/2010 at 09:49

      Se eu tivesse que ler tantos livros quantos os sugeridos pelo Marcelo, não teria tempo livre para fazer sexo…

  • Marcelo ac 07/04/2010 at 11:34

    Não é por nada, não, Rafael, mas essas intromissões a título de proselitismo me tiram do sério ! Acho essa pessoa bastante abusada e desagradável. É isso aí, valeu…

  • Vinícius Antunes 07/04/2010 at 11:46

    Sérgio,
    1 – E se as mulheres bonitas começam ler e ficam feias?
    2 – O que seria “as mulheres bonitas lendo”: a) Camila Pitanga lendo Chico Buarque ou Carla Perez lendo Paulo Coelho ?
    3 – Desculpe o preconceito, mas as mulheres bonitas que vc postou só me excitaram a ler mangá.

  • zanzisca de Jesus 07/04/2010 at 13:13

    Marcelo, por que só vocês, os escritores, podem escrever o que quiser, podem criticar, podem brincar com as palavras, podem jogar, brincar dizendo e desdizendo, poemando, proseando, embelezando e se permitindo arriscar palavras aqui e ali, e os cristãos não podem porque são logo mal interpretados, arrazoados, e diria mesmo, desrespeitados?
    Por que, Marcelo?

    • Marcelo ac 07/04/2010 at 21:42

      Zanzisca de Jesus, de fato teria feito melhor papel ficando só com um comentário. Talvez tenha abusado mesmo !! De alguma forma, no calor das horas, no debate, talvez a gente acabe excedendo algumas vezes. O problema é que não nasci nada diplomata, não sou nem um pouco político. Mas foi legal o toque, tchau…

  • zanzisca de Jesus 07/04/2010 at 13:22

    Outra coisa,Marcelo, quem disse que os cristãos não praticam sexo? E quem disse que não deveriam como se sexo fosse sujo, pornográfico, e nem sei o quê mais você acha.
    Por que você acha que os cristãos não praticam sexo? Você está equivocado. Estive conversando com um ginecologista e o mesmo estava dizendo que homens e mulheres cristãos são bem resolvidos sexualmente e quase não existe problemas e que ele acha isso interessante.
    Na verdade, Marcelo, quando homens e mulheres tem sexo com um e outro sem limites perdem um pouco da identidade, haja vista que sendo o sexo um momento onde os dois são uma só carne, pedaços de alma ficam por aí… E por isso tome viagra! Isso é algo para conversa mais longa e que não vem ao caso agora, e tem muitos casais sendo curados e cada dia as famílias são recuperadas em seu sentido pleno onde sexo é prazer e alegria sadias sim. Por que não?.
    As pessoas sofrem por falta de conhecimento.

    Um abraço, e desculpa se te ofendi com minha postagem, pois não foi minh intenção.
    Rosângela

  • Saint-Clair Stockler 07/04/2010 at 17:10

    Hildo, o problema é que vocês intelectuais confundem inteligência com intelectualidade/erudição.

    Só isso já mostra que vocês estão uns 2 ou 3 graus fora do prumo – o que me faz morrer de rir.

    :)

    • Rafael 07/04/2010 at 21:56

      Erudição? Jactar-se de ser capaz de ler um filósofo insosso em alemão tem outro nome: pedantismo.

    • Rafael 07/04/2010 at 22:01

      Aliás, é bom registrar que a beleza de que estamos tratando aqui não é tema estudado na Estética de Hegel.

  • Teresa 07/04/2010 at 22:29

    Se não me engano, a Mel Lisboa fez pra Playboy uma foto linda: ela segurando um livro, junto a uma estante e com luz vindo da janela. Pena que não daria pra fazer com a foto uma campanha de incentivo à leitura.
    Mas gente, onde tem fotos de homens bonitos lendo? Eu quero um Guys With Books!

  • Guilherme 09/04/2010 at 13:06

    Acho que as mulheres deveriam ser estimuladas a lerem livros nuas.

    Isto é, as poucas que sabem ler.

    • zanziscadEle 09/04/2010 at 14:59

      Guilherme, e estas poucas estão justamente neste contexto do nua. Sabe, Guilherme, as mulheres que souberem ler mesmo, jamais farão leituras nuas para deleites de “olhos sem leituras”. A não ser que estas mulheres sejam daquelas que seu banheiro é um biblioteca e ali, podem deslisar seus olhos em frases enquanto aguarda a água do banho esquentar, ou a banheira encher.

      Mas jamais estas mulheres escolherão estar debaixo de olhos cruéis e sem leitura da alma feminina, que na verdade detesta ser objeto.

  • Daniel Brazil 09/04/2010 at 20:44

    Recomendo o filme Uma Leitora Bem Particular, de Michel Deville (La Lectrice,1988), com a Miou Miou.
    Mulher bonita lendo. E nua!

  • Rubens 21/04/2010 at 18:37

    O site: O silêncio dos livros, é sobre imagens fotograficas e pinturas em todos os tempos, uma seleção belissima,com Marlyn Monroe lendo.
    http://www.osilenciodoslivros.blogspot

    Abraços

  • Klaus 24/04/2010 at 13:09

    E minha seção favorita voltou!! Até que enfim! Maravilha, Sergio.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial