O mapa da literatura

23/03/2007

Para desestressar: o Literature Map não é novo, mas quem ainda não o conhece pode gostar da brincadeira de digitar o nome de um autor (sim, claro que os de língua inglesa ocupam mais espaço, embora não tenham exclusividade) e receber de volta uma tela que o situa, digamos assim, no mapa literário mundial. Em termos visuais, o digitado torna-se o centro de uma constelação trêmula de nomes afins, a maioria formada por escritores que exerceram influência sobre ele ou foram por ele influenciados. Supostamente, pelo menos. O que torna tudo mais interessante e imprevisível é a ferramenta ser “inteligente”: em vez de se basear no conhecimento enciclopédico de seu autor, o Literature Map (existem também versões do brinquedo para música e cinema) vai aprendendo com os caminhos traçados pelos usuários.

Entre esses usuários não têm faltado brasileiros, a julgar pelos dois nomes que, numa pesquisa aleatória, descobri serem os mais próximos de Julio Cortázar em toda a literatura universal: Lygia Fagundes Telles e? Paulo Leminski! É claro que ser “inteligente”, no caso, equivale muitas vezes a ser extremamente burro. Exemplo: uma pesquisa sobre Franz Kafka revela sua íntima e insuspeitada vizinhança com Bret Easton Ellis. Mas até por besteiras como essa o Literature Map é divertido.

32 Comments

  • Tibor Moricz 23/03/2007 at 11:20

    Eu vi Jô Soares lá. Deve ser brincadeira.

  • Bernardo Brayner 23/03/2007 at 11:25

    Muito inteligente. João Guimarães Rosa ficou distante de Guimarães Rosa.

  • Tibor Moricz 23/03/2007 at 11:27

    Guimarães Rosa tem a ver o quê com Robert A. Heinlein?

  • Tibor Moricz 23/03/2007 at 11:29

    Aleister Crowley, ficcionista? Bruxo talvez…

  • Tibor Moricz 23/03/2007 at 11:37

    J.R.R. Tolkien vizinho irmão de Stephen King… engraçadíssimo.

  • Saint-Clair Stockler 23/03/2007 at 11:45

    Botei “Flaubert” e um dos seus próximos é James Ellroy. Hilário.

  • camilla lopes 23/03/2007 at 11:46

    Sérgio, adorei o todo prosa. Não conhecia, embora conhecesse o no mínimo (mas não acessava nunca). Adorei. Um beijo.

  • Saint-Clair Stockler 23/03/2007 at 11:50

    A coisa tá ficando mais divertida a cada segundo. Botei lá “Machado de Assis” e, entre outros, apareceram Sidney Sheldon, Mario Puzo e um certo “Coelho”. Hehehe. Ah, sim, apareceu também um tal de “Nestor Capoeira”. Se aparecer um “Lúcio Nareba” eu vou cair da cadeira.

  • Bernardo Brayner 23/03/2007 at 11:52

    Eu vi Nestor Capoeira também. Quem conhece a obra e a vida de Nestor Capoeira?

  • Bernardo Brayner 23/03/2007 at 11:58

    Capoeira galo já cantou, pelo que vi, é um dos maiores clássicos em língua portuguesa.

  • Claudio Soares 23/03/2007 at 12:24

    Finalmente, de volta à (ótima) rotina! :-)

  • Claudio Soares 23/03/2007 at 12:27

    Claire Lispector?

    Borges está do lado de Llosa e do (onipresente) Leminski.

  • Santa Sofia de la Piedad 23/03/2007 at 12:50

    ahahhahaha Chico Buarque está muito próximo de Elio Gaspari….hahahahah e beeeeeeeeeeeeeem distante de Jorge Amado, e no céu dele sói tem esses dois…

  • Tibor Moricz 23/03/2007 at 13:27

    Cláudio, entra lá no seu perfil (orkut)…

  • Lorena 23/03/2007 at 13:35

    Edgar Allan Poe e Monty Python! hummm

  • Ilda Maria de Castro 23/03/2007 at 13:38

    Nestor Capoeira, mestre de angola,lançou vários livros sobre o assunto e que foram traduzidos para o inglês. Ele não é um escritor. No mercado editorial americano seu livro mais conhecido é Pequeno Livro da Capoeira.

  • Tamara Sender 23/03/2007 at 14:22

    Ótimo passatempo para o expediente de trabalho… Adorei!

  • Cezar Santos 23/03/2007 at 15:13

    Irrelevâncias, nonadas….

  • Claricezinha 23/03/2007 at 17:34

    Adorei! Botei o Borges. Mas ele está muito bem acompanhado
    Paulo Leminski, Cortázar, Sabato Fernando Pessoa, Faulkner, Juan Rulfo…

  • Clarice 23/03/2007 at 17:37

    Tamara,
    Ao invés da Paciência eu preferiria este aqui. Com a proteção de tela configurada para 1 min, claro.
    Mas eu trabalho em casa.

  • Clarice 23/03/2007 at 17:42

    Claudio,
    Eu vi “Claire Lispector” e “Nietchze”(sic)…

  • Tamara Sender 23/03/2007 at 17:46

    P.S. O google tá fora do ar?

  • Mausoléu 23/03/2007 at 17:56

    Está na cara que o pai do tal Leminske patrocina o site do Mapa.

  • Claudio Soares 23/03/2007 at 18:05

    Google voltou.

  • Claudio Soares 23/03/2007 at 18:08

    Gmail e Orkut com problemas ainda.

  • Clarice 23/03/2007 at 19:34

    Mausoléu,
    Deve ser o dono… Fiquei muito surpresa de ver o Paulo Leminski também. Que bom, né?
    Vi também o José Cardoso Pires junto com Machado. Aliás o Machado está perto de uns nomes muito esquisitos. Até Marx.

  • Claudio Soares 23/03/2007 at 20:08

    Prosa e Verso (O Globo) publica amanhã sábado matéria sobre o Amores Expressos. http://oglobo.globo.com/blogs/prosa/

  • Mr. Ghost(WRITER) 23/03/2007 at 23:23

    Ainda bem que é engraçado e deu para aliviar alguns ânimos por aqui…
    O pessoal tava precisando mesmo de um assunto em que escrever necessariamente não envolvesse ofender outro alguém…

  • mariana 24/03/2007 at 00:10

    yeats tá praticamente ao lado do jô soares e é vizinho distante do paulo coelho

  • Marilda 25/03/2007 at 14:04

    Guimarães Rosa brilhando na constelação de … SIDNEY SHELDON!!!!!!

  • Ilda Maria de Castro 26/03/2007 at 14:55

    Caros Comentadores Desta Contenda Literária – Não convém discutirmos assunto tão reles, enquanto nossa atenção é distraída estão perpetrando sob nossos olhos o fim da gratuidade – pelo menos li isto no Blog Paralelos – e gostaria de arregimentá-los para prestigiar esta nova discussão – é uma peninha!Quem passar lá perceberá que o autor está discutindo sozinho. Um abraço caloroso a todos e beijocas

  • Alekos 03/04/2007 at 22:40

    Interesting…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial