Patos em extinção

28/08/2008

Sabemos que uma era geológica mental está chegando ao fim quando a revista do “Zio Paperone” (Tio Patinhas) deixa de ser publicada na Itália, um de seus maiores santuários – mote para a contextualização assinada por Marcus Ramone no site Universo HQ:

Ainda é cedo para afirmar que Donald, Tio Patinhas, Pateta, Mickey e demais personagens clássicos cairão de vez no limbo, preteridos por criações contemporâneas da Disney – incluindo as egressas dos desenhos animados 3D. Mas o número de cancelamentos de suas revistas vem acontecendo em um ritmo muito maior do que se imagina.

Em Portugal e em quase toda a América Latina, outrora contumazes mercados consumidores dessa turma, os personagens já não são mais publicados.

E os exemplos continuam. Por muito tempo populares no Egito e em outros países do Oriente Médio, os gibis Disney retornaram àquela região em 2005, após dois anos fora de circulação. Mais de dez títulos foram lançados na época, dos quais apenas quatro conseguiram sobreviver aos novos cancelamentos (um deles, para o público feminino, mostra somente as aventuras de Branca de Neve, Aurora, Bela e outras – as Princesas, que vêm fazendo sucesso no mercado de licenciamento ao redor do mundo).

Quando a esses fatos são somados exemplos como o fim da produção brasileira – que já foi uma das mais prolíficas do planeta –, as sucessivas descontinuações desses gibis no Brasil e a publicação minguada nos Estados Unidos (dois únicos títulos regulares sobraram da última leva de cancelamentos) o resultado é desanimador.

Para quem aprendeu a ler – literalmente – com “O Pato Donald”, pedra fundamental do império Abril, nem se fala.

69 Comments

  • Max Costa 28/08/2008 at 15:11

    É uma pena…Cresci lendo Tio Patinhas, e ainda leio.Embora acho que tudo caminha para um fim, ainda vejo uma luz no fim do tunel.

  • Professor Infantilênio 28/08/2008 at 15:18

    Tem que acabar mesmo, pois do final dos anos 70 para os dias atuais as histórias passaram a ser escritas por débeis mentais para débeis mentais. Tipo assim jornalista da Folha de SPaulo …

  • beton 28/08/2008 at 15:25

    …é,minhas leituras foram lápidadas,lendo gibis da Disney,é uma pena…

  • Luiz Henrique 28/08/2008 at 15:26

    Verdade que muitas coisas boas dos velhos tempos, estão sendo deixadas, hoje é muito mais fácil entrar na internet e assistir a um vídeo ou coisa parecida. Mas tambem acredito que a Disney como tão grandiosa que foi e é tem os seu recursos técnológicos para acampanhar esta nova geração, talvez não em quadrinhos mas quem sabe em animações 3D, o que nos resta é esperar e torcer para que meus filhos tenham essa mesma infância que eu tive…um grande abraço muito bom este tema….

  • marcos 28/08/2008 at 15:32

    como o Sérgio Rodrigues, também posso afirmar que literalmente aprendi a ler c/ a revista do Pato Donald e dos outros personagens. São memórias marcantes da minha infância e até mesmo de minha adolescência. É uma pena que daqui para a frente as crianças possam não mais ter acesso a esse universo de fantasia divertida, inocente- e até mesmo informativa, posso dizer. Mas no mínimo continuarão a ser cultuadas por uma legião de fãs de todas as partes, de todas as idades.

  • maria de jesus pontual 28/08/2008 at 15:37

    Por favor, alguém me socorra porque eu não aceito a idéia do fim das viagens maravilhosas que eu fazia com essa turma.
    Tenho estado a procura de exemplares novos e não consigo. Socorro!!!!!

  • Ricardo 28/08/2008 at 15:41

    Que saudades desses gibis, mas concordo que as histórias de hoje não são tão boas quanto as de antigamente. Sem falar que tudo mudou. A infância há 2 décadas era totalmente diferente da infância de hoje, a infância do Orkut, do Messenger, etc.

  • jonston 28/08/2008 at 15:42

    que pena !!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • JEDAIS JOSÉ DE OLIVEIRA 28/08/2008 at 15:47

    Eu era viciado em gibis….é uma pena….que tudo isto tem que acabar……

  • anelize 28/08/2008 at 15:50

    é lamentável, sempre fui viciada em gibi, e agora não posso passar esse vicio tão saudável para os meus filhos!!!!

  • Cássia 28/08/2008 at 15:52

    Lamentável mas inevitável, afinal, a qualidade das histórias Disney vinha decaindo demais. Durante longo tempo, eles subestimaram os leitores, empurrando qualquer coisa goela abaixo. Fico triste, pois aprendi a ler com essas revistas e elas foram, durante muitos anos, uma parte muito importante da minha vida.

  • Baltazar 28/08/2008 at 16:19

    É uma pena que ocorra desta forma, pois, muitos como eu aprenderam, viajaram, e sonharam atraves destes gibis, os quais, leio até hoje.

  • Marcelo 28/08/2008 at 16:25

    é uma pena pois as histórias da disney seja pelas revistas ou pelos almanaques sempre foram divertidas. desde o lampadinha, irmãos metralha, o mal humor do donald o jeito caipira do pateta…com certeza fará falta para uma geração que deixará de viajar pelo mundo saudável da imaginação

  • WILIANS 28/08/2008 at 16:29

    TRISTE

  • EMILLE 28/08/2008 at 16:30

    Pura realidade, e não de hoje, os gibis desaparendo! e não somente da disney, mas no geral. Lamentável que esta nova geração, não terá o privilégio de enriquecer em conhecimentos gerais, o que aprendi e lembro até hoje! Não só como um um Hobby extraordinário, mais numa aventura no mundo da leitura, de viagens, fantasia em muito mais… que pena, que meus filhos e demais, não farão parte desta trajetória: Sinto muito, pois o mundo atual e daqui pra frente, numa freada sem igual! pois os valores são outros, a tecnologia tornaram uma geração robotizada, crianças sem infância, outros costumes, perdendo a essência da moral, o que foi importante, pelo menos pra mim. Que DEUS liberte, salve um futuro de muitas gerações.

  • Cá rabello 28/08/2008 at 16:32

    Realmente uma pena, mas eu ainda guardei vários dos meus gibis (tinha coleção!) e leio pros meus filhos!
    Agora, não bastam essas reedições de velhas histórias, seria bom se houvesse também um lançamento de novas histórias!

  • Marcos 28/08/2008 at 16:36

    è uma pena mesmo acabar com estas revistas, sao bem melhores que as historias de hoje, como dragonball, pokemon, e afins……

  • PAULO 28/08/2008 at 16:37

    é uma pena, porém jamais sairá das mentes daqueles que viveram essa aventuras.

  • Welder 28/08/2008 at 16:45

    é realmente uma pena….fiz muitas viagens junto
    com o Mickey, Donald, etc….durante a leitura de
    suas aventuras….

  • Jair Renner 28/08/2008 at 16:50

    Triste.Isso tudo faz parte da história. Espero que os Gibis de Mauricio de Souza Sobrevivam.

  • Roberto 28/08/2008 at 16:52

    Não foi a concorrência, mas sim a queda de qualidade que os extinguiu. Digo isso com pena, pois fui leitor assíduuo de Tio Patinhas, MIckey, etc. Tanto os desenhistas como os escritores pioraram muito.

  • Everton 28/08/2008 at 16:54

    Foram viajens maravilhosas mesmo! Todo mês tinha o almanaque da Abril, recheado de histórias dos patos mais divertidos da minha infância… Donald, Patinhas, Maga Patalógica, Gastão e o meu predileto: Peninha.
    Sem falar nos nomes Dr. Jacó Bramais, Ali Cate, etc.
    Lamento pelos que não terão a oportunidade de tanta curtição.

  • marcio 28/08/2008 at 16:56

    ACho ridiculo isto poxa tio patinha era muito legal nossos filhos tinhão mais a aprender com os dezenhos de antes de quê com os de hoje que só ensinão o que não presta para nossos filhos é muito triste perder desenhos muito bons como tinho patinhas mas muitos outro que já sairão de edição.

  • nelson 28/08/2008 at 17:01

    é uma pena

  • Claudio Faria 28/08/2008 at 17:04

    Também cresci com as revistas da Disney e do Maurício. E uma clara diferença está aí mesmo: as revistas do Maurício com a Turma da Mônica continuam ótimas, minhas filhas adoram e eu volto e meia leio também. Já as da Disney realmente não mantiveram o padrão.

  • Eduardo 28/08/2008 at 17:12

    Gozado o ministerio da cultura e educação ou sera educação e cultura ou serão dois bom! o que importa é que vivem dizendo que nos somos um povo que não lê, agora menos; convenhamos os gibis por mais simples, são bem melhores que muitos livros alardeados por ai !

  • Antonoly 28/08/2008 at 17:17

    Fico muito triste com essa notícia, pois, como você escreveu, também comecei a tomar o gosto pela leitura através dos gibis da Disney, inclusive tinha mais ou menos uns 500 exemplares. Perde essa geração, pois as estórinhas eram criativas e culturais.

    Um abraço!

  • Willer 28/08/2008 at 17:31

    Embora já esperava, fico muito triste. Quando tive meu primeiro gibi, aprendi a ler minhas primeiras palavras, e sempre tirei proveito da boa leitura na escola, pois era muito bom em gramática e interpretação de texto. Mas no final dos anos 90 já percebia que as boas revistinhas Disney estavam chegando ao fim.Apenas arrastaram-se então com histórias mal desenhadas e histórias sem sentido.Tentaram mudar o Mundo dos Patos, modernizando, e deu no que deu. É realmente uma pena que a geração atual não viveu o que vivi nas maravilhosas aventuras da Família Pato!

  • Tibor Moricz 28/08/2008 at 18:15

    Parafraseando o amigo Eric Novello, a única coisa de que temos certeza, é da impermanência. Lamento, já que cresci com esse gibis, mas me conformo. Mudam os tempos, mudam as cabeças.

  • silvio 28/08/2008 at 18:16

    as historias eram inocentes e sem conteudo, por isso a sensação de estar consumindo superfluos.
    mas o fracasso desse produto se deve não as historias vazias e sem mensagens, mas sim ao avanço dos mangas,
    que explicitam morte, amor, empatia, raiva, união entre outros sentimentos.
    pena que no fundo a terra natal do manga prestigia a disney. e o japão tambem esta decadente de ideias para seu produto. no fim, a humanidade ficara isenta de sentimentos, avidos consumidores do maior superfluo, a net.

  • kleber 28/08/2008 at 18:22

    É uma pena saber que aos poucos, as coisas boas que embalaram minha infância estão deixando de existir. Mas as porcarias da Xuxa e do Didi ainda continuam no ar.

  • Delane 28/08/2008 at 18:30

    Triste… eu me esforcei para aprender a ler exatamente pra puder ler meus gibis, que meu pai lia para mim. Ficava ansiosa esperando meus pacotes de assinatura da Disney e da Mônica chegar para devorar tudo no mesmo dia. Sem contar aqueles almanacão de férias que tinha…. É uma pena como a infância de hoje é… só computador, playstation. Triste mesmo!

  • Walter Braga 28/08/2008 at 19:13

    A cada um de nós, há de vir um fim: a morte… Tudo acaba e tudo morre… Por mais pueril , por mais atrevido por mais lacônico, tudo, um dia , acaba.
    Claro que a morte de tão festejada e cultuada mania infantil que embalou nossa meninice iria se acabar como tudo o mais. Pior para quem nem sequer os conheceu…
    Melhor para nos que poderemos carrega-los para a eternidade em nossa mentes!
    Braga

  • RAPHAELLA 28/08/2008 at 19:22

    Uma pena,que esta acabando a era dos gibis.Grande viagens fizemos… Hoje os programas de tv nao prestam, os desenhos muito menos. Hoje tudo incentiva a violencia, sexo, e invoca o nome do inimigo. Que Deus tenha misericordia de nossas crianças!!!

  • Eduardo 28/08/2008 at 19:41

    É… eu me lembro que eu era muito ingênuo na época e nunca me perguntei porque aqueles patos não usavam calças. Mais tarde, vi crianças fazendo essas perguntas e me toquei que o mundo estava mudando. Porque o Pato Donald criava seus sobrinhos? Se o Pateta era tão pateta, como ele conseguiu sua CNH? Porque a Margarida não ficava com vergonha de andar seminua? E assim por diante… As coisas se tornaram tão surreais que o fim chegou mais cedo para essa turma!
    Hoje em dia, a Internet bota lenha na fogueira e contesta essas criações, tentando até traçar um perfil psicológico dos criadores: Teriam eles sinistros problemas mascarados nas histórias e nos personagens dos gibis?
    Acabou a ingenuidade mesmo! Só restaram os bobos!

  • Carlos Alberto Lehrback Barbosa 28/08/2008 at 20:22

    è uma pena… cresci lendo o mundo criado por Walt Disney,aprendi a ler com eles, mas infelizmente… as histórias de hoje não tem o glamour de outrora, desde a morte do Homem dos Patos (Carl Barkes), não apareceu ninguem a sua altura, ficarei triste se parar de ler, pois, ainda aos 36 anos continuo lendo todas. LUTO.

  • gustavo 28/08/2008 at 20:54

    Já vão tarde. O rato agente da cia e o pato megabilionário capitalista que, na caradura, expoliava os pobres, índios, aldeões, em troca de guloseimas ou badulaques, não fazem falta nenhuma. Há, eu também fui leitor assíduo dessa porcaria.

  • Luiz Bento 28/08/2008 at 21:40

    É lamentavel o término das inocentes histórias da turma Disney, hoje com 50 anos ainda lembro das milhares de histórias inocentes que me encantava, pena que meus filhos a partir dos anos 80 não souberam ou não perceberam o grande estoque de revistas que dispunhamos para divertir e aprender, anda tenhoo pato Donal número um, quando lançaram eu era praticamente recem nascido, as aventuras do Mickey, que pena, a inocência acabou, nada é para sempre.

  • Dark Zero 28/08/2008 at 22:18

    È uma pena, mas a Disney atual não é a mesma Disney da nossa infância: a da fantasia, o do positivismo, das historinhas e personagens igualmente engraçadas,etc…A Disney de uns anos prá só se preocupou em renovar o acordo c/ a Pixar, c/ o a queda no faturamento na DisneyWorld (vide o 11/09)e em editar animes e séries japonesas:PR,etc…menos em manter o sonho de seu fundador Walt Disney manifestado através das HQs já citadas, buscar novos talentos como roteiristas, desenhistas e outros que fizessem jus ao legado de Barks e Disney.Culpa da modernização, culpa dos videogames, da internet,dos mangas que começaram a invadir nossas bancas, da falta de tempo…acho que não pois mesmo c/ essa revolução digital, muitas pessoas ainda preferem viajar, ler um livro, revista ou HQ,…pena que só veremos as trapalhadas do Goofy (Pateta), do nervosismo do Donald, a muquiranice do $crooge Mc Duck (Tio Patinha$),etc somente em jogos como Kingdom Hearts, isto se a Disney não sumir tb. Mesmo que suma ainda existirão fãs que sempre os lembrarão c/ amor e carinho (vide o caso de Jaspion, Cavaleiros do Zodiaco, dos Transformers,etc),espero que Mauricio de Sousa tb não esteja levando a Turma da Mônica p/ esse caminho graças a versão manga,ou então será mais uma HQ em extinção…

  • Dark Zero 28/08/2008 at 22:18

    È uma pena, mas a Disney atual não é a mesma Disney da nossa infância: a da fantasia, o do positivismo, das historinhas e personagens igualmente engraçadas,etc…A Disney de uns anos prá só se preocupou em renovar o acordo c/ a Pixar, c/ o a queda no faturamento na DisneyWorld (vide o 11/09)e em editar animes e séries japonesas:PR,etc…menos em manter o sonho de seu fundador Walt Disney manifestado através das HQs já citadas, buscar novos talentos como roteiristas, desenhistas e outros que fizessem jus ao legado de Barks e Disney.Culpa da modernização, culpa dos videogames, da internet,dos mangas que começaram a invadir nossas bancas, da falta de tempo…acho que não pois mesmo c/ essa revolução digital, muitas pessoas ainda preferem viajar, ler um livro, revista ou HQ,…pena que só veremos as trapalhadas do Goofy (Pateta), do nervosismo do Donald, a muquiranice do $crooge Mc Duck (Tio Patinha$),etc somente em jogos como Kingdom Hearts, isto se a Disney não sumir tb. Mesmo que suma ainda existirão fãs que sempre os lembrarão c/ amor e carinho (vide o caso de Jaspion, Cavaleiros do Zodiaco, dos Transformers,etc),espero que Mauricio de Sousa tb não esteja levando a Turma da Mônica p/ esse caminho graças a versão manga,ou então será mais uma HQ em extinção…

  • Dark Zero 28/08/2008 at 22:18

    È uma pena, mas a Disney atual não é a mesma Disney da nossa infância: a da fantasia, o do positivismo, das historinhas e personagens igualmente engraçadas,etc…A Disney de uns anos prá só se preocupou em renovar o acordo c/ a Pixar, c/ o a queda no faturamento na DisneyWorld (vide o 11/09)e em editar animes e séries japonesas:PR,etc…menos em manter o sonho de seu fundador Walt Disney manifestado através das HQs já citadas, buscar novos talentos como roteiristas, desenhistas e outros que fizessem jus ao legado de Barks e Disney.Culpa da modernização, culpa dos videogames, da internet,dos mangas que começaram a invadir nossas bancas, da falta de tempo…acho que não pois mesmo c/ essa revolução digital, muitas pessoas ainda preferem viajar, ler um livro, revista ou HQ,…pena que só veremos as trapalhadas do Goofy (Pateta), do nervosismo do Donald, a muquiranice do $crooge Mc Duck (Tio Patinha$),etc somente em jogos como Kingdom Hearts, isto se a Disney não sumir tb. Mesmo que suma ainda existirão fãs que sempre os lembrarão c/ amor e carinho (vide o caso de Jaspion, Cavaleiros do Zodiaco, dos Transformers,etc),espero que Mauricio de Sousa tb não esteja levando a Turma da Mônica p/ esse caminho graças a versão manga,ou então será mais uma HQ em extinção…

  • Dark Zero 28/08/2008 at 22:18

    È uma pena, mas a Disney atual não é a mesma Disney da nossa infância: a da fantasia, o do positivismo, das historinhas e personagens igualmente engraçadas,etc…A Disney de uns anos prá só se preocupou em renovar o acordo c/ a Pixar, c/ o a queda no faturamento na DisneyWorld (vide o 11/09)e em editar animes e séries japonesas:PR,etc…menos em manter o sonho de seu fundador Walt Disney manifestado através das HQs já citadas, buscar novos talentos como roteiristas, desenhistas e outros que fizessem jus ao legado de Barks e Disney.Culpa da modernização, culpa dos videogames, da internet,dos mangas que começaram a invadir nossas bancas, da falta de tempo…acho que não pois mesmo c/ essa revolução digital, muitas pessoas ainda preferem viajar, ler um livro, revista ou HQ,…pena que só veremos as trapalhadas do Goofy (Pateta), do nervosismo do Donald, a muquiranice do $crooge Mc Duck (Tio Patinha$),etc somente em jogos como Kingdom Hearts, isto se a Disney não sumir tb. Mesmo que suma ainda existirão fãs que sempre os lembrarão c/ amor e carinho (vide o caso de Jaspion, Cavaleiros do Zodiaco, dos Transformers,etc),espero que Mauricio de Sousa tb não esteja levando a Turma da Mônica p/ esse caminho graças a versão manga,ou então será mais uma HQ em extinção…

  • Dark Zero 28/08/2008 at 22:18

    È uma pena, mas a Disney atual não é a mesma Disney da nossa infância: a da fantasia, o do positivismo, das historinhas e personagens igualmente engraçadas,etc…A Disney de uns anos prá só se preocupou em renovar o acordo c/ a Pixar, c/ o a queda no faturamento na DisneyWorld (vide o 11/09)e em editar animes e séries japonesas:PR,etc…menos em manter o sonho de seu fundador Walt Disney manifestado através das HQs já citadas, buscar novos talentos como roteiristas, desenhistas e outros que fizessem jus ao legado de Barks e Disney.Culpa da modernização, culpa dos videogames, da internet,dos mangas que começaram a invadir nossas bancas, da falta de tempo…acho que não pois mesmo c/ essa revolução digital, muitas pessoas ainda preferem viajar, ler um livro, revista ou HQ,…pena que só veremos as trapalhadas do Goofy (Pateta), do nervosismo do Donald, a muquiranice do $crooge Mc Duck (Tio Patinha$),etc somente em jogos como Kingdom Hearts, isto se a Disney não sumir tb. Mesmo que suma ainda existirão fãs que sempre os lembrarão c/ amor e carinho (vide o caso de Jaspion, Cavaleiros do Zodiaco, dos Transformers,etc),espero que Mauricio de Sousa tb não esteja levando a Turma da Mônica p/ esse caminho graças a versão manga,ou então será mais uma HQ em extinção…

  • Dark Zero 28/08/2008 at 22:18

    È uma pena, mas a Disney atual não é a mesma Disney da nossa infância: a da fantasia, o do positivismo, das historinhas e personagens igualmente engraçadas,etc…A Disney de uns anos prá só se preocupou em renovar o acordo c/ a Pixar, c/ o a queda no faturamento na DisneyWorld (vide o 11/09)e em editar animes e séries japonesas:PR,etc…menos em manter o sonho de seu fundador Walt Disney manifestado através das HQs já citadas, buscar novos talentos como roteiristas, desenhistas e outros que fizessem jus ao legado de Barks e Disney.Culpa da modernização, culpa dos videogames, da internet,dos mangas que começaram a invadir nossas bancas, da falta de tempo…acho que não pois mesmo c/ essa revolução digital, muitas pessoas ainda preferem viajar, ler um livro, revista ou HQ,…pena que só veremos as trapalhadas do Goofy (Pateta), do nervosismo do Donald, a muquiranice do $crooge Mc Duck (Tio Patinha$),etc somente em jogos como Kingdom Hearts, isto se a Disney não sumir tb. Mesmo que suma ainda existirão fãs que sempre os lembrarão c/ amor e carinho (vide o caso de Jaspion, Cavaleiros do Zodiaco, dos Transformers,etc),espero que Mauricio de Sousa tb não esteja levando a Turma da Mônica p/ esse caminho graças a versão manga,ou então será mais uma HQ em extinção…

  • Dark Zero 28/08/2008 at 22:18

    È uma pena, mas a Disney atual não é a mesma Disney da nossa infância: a da fantasia, o do positivismo, das historinhas e personagens igualmente engraçadas,etc…A Disney de uns anos prá só se preocupou em renovar o acordo c/ a Pixar, c/ o a queda no faturamento na DisneyWorld (vide o 11/09)e em editar animes e séries japonesas:PR,etc…menos em manter o sonho de seu fundador Walt Disney manifestado através das HQs já citadas, buscar novos talentos como roteiristas, desenhistas e outros que fizessem jus ao legado de Barks e Disney.Culpa da modernização, culpa dos videogames, da internet,dos mangas que começaram a invadir nossas bancas, da falta de tempo…acho que não pois mesmo c/ essa revolução digital, muitas pessoas ainda preferem viajar, ler um livro, revista ou HQ,…pena que só veremos as trapalhadas do Goofy (Pateta), do nervosismo do Donald, a muquiranice do $crooge Mc Duck (Tio Patinha$),etc somente em jogos como Kingdom Hearts, isto se a Disney não sumir tb. Mesmo que suma ainda existirão fãs que sempre os lembrarão c/ amor e carinho (vide o caso de Jaspion, Cavaleiros do Zodiaco, dos Transformers,etc),espero que Mauricio de Sousa tb não esteja levando a Turma da Mônica p/ esse caminho graças a versão manga,ou então será mais uma HQ em extinção…

  • Júlio C.S. Magalhães 28/08/2008 at 23:08

    É uma pena.Aprendi muito com as revistas Disney.Os anos 70 e 80 foram os melhores na minha opinião.Ainda bem que têm sites que vendem revistas antigas do Pato Donald, Tio Patinhas, Zé Carioca, Disney Especial e outros, e assim podemos adquirir e recordar.

  • pedro curiango 28/08/2008 at 23:27

    As gerações mudam, os gostos mudam. 50 anos atrás líamos Sartre e John dos Passos – será que eles ainda têm um número significativo de leitores? E olhe que estou falando de autores de comprovada qualidade intelectual e estética. O GIBI original (que deu nome ao gênero e apresentava um menino pretinho ao lado do nome) tinha uma série de histórias das quais poucos se lembrarão hoje: Pinduca, Ferdinando, Mandrake, Tereré, Brucutu, Vida Apertada, Tim e Tom, O Príncipe Submarino, o Flecha Humana, os Sobrinhos do Capitão, o Príncipe Valente, Capitão América, o Espírito, o Fantasma, etc. Todos eles foram suplantados pelos personagens de Disney que, agora, estão sendo suplantados por outros. Estes lamentos que leio nos comentários lembram-me meu pai que lamentava também o desaparecimento do Lamparina, do Goiabada, do Jujuba e do Carrapicho, personagens que J. Carlos criou para o “Tico-Tico.” Meu pai também jamais chegou a entender porque eu preferia o Espírito ou o Ferdinando.

  • Ramsés Cartunista 29/08/2008 at 00:34

    É uma pena pois aprendi a desenhar com estes personagens maravilhosos da minha infancia,gostaria que a Disney publica-se on-line as histórias destes personagens.Quem sabe esta não seria uma solução aliada a um forte roteiro.

  • fandor 29/08/2008 at 02:29

    E EU COM ISSO…!?

  • João Romão 29/08/2008 at 04:24

    Por favor, Tio Patinhas, volte e nos salve dessas histórias em quadrinhos péssimas que são publicadas hoje em dia!!!!!

  • Jackson Messora 29/08/2008 at 05:46

    É lamentavel que isto ocorra, eu tenho uma coleção de todas as revistas disney, são mais de 1500 exemplares, compro todas as revistas que chegam na banca, mas tenho observado que o roteiro eos desenhos pioraram muito, a tentativa de colocar mickey na era dos computadores e espacial, eliminaram o bom detetive e aventureiro, com seu amigo pateta nos tinhamos aventuras sensacionais.lamentavelmente os valores estão invertidos, o pior ( mangas) e que estão sendo cultuados refletindo o mundo de hoje que é só violencia,sexo e falta de carater.

  • GLADYS CASTANHO 29/08/2008 at 06:02

    GOSTARIA DE PODER CONTRIBUIR COM AS SUAS INFORMAÇÕES NA COLUNA ‘ A PALAVRA É … ‘

    ESCLARECENDO, PARA QUEM NÃO SABE, QUE A DENOMINAÇÃO DADA À LÍNGUA CHINESA É UM PORTUGUESISMO. FOI CRIADA, NO SÉCULO XVI,
    PELOS PRIMEIROS NAVEGADORES VINDOS DE PORTUGAL, PIONEIROS NO COMÉRCIO COM A CHINA, PARA SE REFERIR AOS FUNCIONÁRIOS CHINESES COM
    OS QUAIS TRATAVAM. SUA ORIGEM VEM DO VERBO
    . OS QUE MANDAVAM,ERAM CHAMADOS DE
    .

  • GLADYS CASTANHO 29/08/2008 at 06:41

    O MEU E-MAIL SAIU TODO TRUNCADO. SOLICITO A PUBLICAÇÃO CORRETA, POIS COMO ESTÁ NÃO FAZ
    SENTIDO.

    ERRATA
    ESCLARECENDO, PARA QUEM NÃO SABE, QUE A DENOMINAÇÃO “MANDARIM” DADA À LÍNGUA CHINESA
    É UM PORTUGUESISMO. FOI CRIADA NO SÉCULO XVI, PELOS PRIMEIROS NAVEGADORES VINDOS DE PORTUGAL, PIONEIROS NO COMÉRCIO COM A CHINA. SUA ORIGEM VEM DO VERBO “MANDAR”. QUANDO SE REFERIAM AOS FUNCIONÁRIOS CHINESES, COM OS QUAIS TRATAVAM, CHAMAVAM DE “MANDARINS”,
    AQUELES QUE REALMENTE MANDAVAM.

  • Fernando Vilella 29/08/2008 at 08:40

    Caramba!!!

    Aprendi a ler aos seis anos de idade com as revistas do Tio Patinhas e Cia.
    Minha mãoe lia HQ para mim deste pequeno..
    É uma pena.Aprendi muito com as revistas Disney

  • Jeferson Paz 29/08/2008 at 09:06

    Que pena, gente! Colecionei durante anos, mas hoje em dia não dá! As historias estão muito infantis e sem misterio, sem criatividade, o traço das historias italianas é feio, estilizado demais! Enfim, nada mais cativa como antes!

  • Fernanda 29/08/2008 at 09:07

    É uma pena que as publicações das revistas da Disney vão acabar. Lia sempre que pudia as revistinhas. Bons tempos aqueles , cheguei a fazer uma coleção , é triste saber que tudo acaba um dia, as boas coisas deveriam durar pra sempre, todos nas ultimas gerações lemos as edições. Agora o mundo evoluiu, as gerações mudaram e tudo será esquecido, apenas quem teve contato com o que passou guardará a eterna magia, e se puder passará para os entes queridos, não deixando a magia acabar. Espero sinceramente que um dia possamos resgatar a eterna magia nos corações dos eternos jovens.

  • Mauricio 29/08/2008 at 09:09

    É UMA PENA! Também fiz muitas viagens junto
    com o Mickey, Donald, etc….durante a leitura de
    suas aventuras. As crianças e jovens de hoje não tem mais acesso ao mundo mágico e inocente que tinhamos antes. Os personagens e histórias de hoje são extremamente violentas e banais. Aprendi a ler com esses gibis. NOSSO MUNDO ERA BEM MELHOR!

  • Marcélio Barboza 29/08/2008 at 09:16

    As histórias Disney fazim apologia à cultura norte americana, considerando a américa latina como tribais, isto sempre era mostrado de forma metafórica em seus HQ’s. Cultuavam exageradamente o capitalismo e a ganância.
    Não fará falta nenhuma, pois no Brasil temos excelentes personagens de HQ, como os do Maurício de Souza, por exemplo.

  • Uelma Santos -Lins 29/08/2008 at 09:28

    É uma pena que tudo o que é bom se acabe e as nossas crianças nem tiveram a chance de assistir e ler os personagens da Disney. Espero que eles mudem de idéia e mantenham os gibis que tanto amamos
    Uelma

  • Renata Argarate 29/08/2008 at 09:58

    É, os tempos são outros… Depois que eu li que a Turma da Mônica, ícone das crianças da minha geração, vai crescer e virar adolescente, com direito a celular, I-Pod e internet, eu não me espanto com mais nada.

  • Murilo Gabrielli 29/08/2008 at 10:38

    Ia falar um monte de coisa, cansei antes de começar a teclar.
    Lembro apenas daquela velha súvida do Seinfeld: se o Pato Donald anda o tempo inteiro sem calças, por que diabos ele amarra uma toalha na cintura quando sai do banho?

  • marco aureilio 29/08/2008 at 10:54

    Vejo a coisa como uma evolução. Durante muito tempo os “patos” serviram como propaganda da cultura americana. Deixando de lado os bons tempos dos “patos”, quando eram desenhados na forma antiga e contavam histórias de aventuras, o resto foi banalização da violencia – o bem contra o mal; bandido contra mocinho; que nada tinham a ver com a realidade dos paises onde eram publicados. Hoje as crianças, (sei por experiência própria, porque tenho filhos e sobrinhos), preferem revistas com a nossa “cara e cultura”, Monica, Cascão, etc. Os bons tempos dos “patos” ainda serão publicados como peça de colecionadores, o resto vai pro limbo.

  • Rafael 29/08/2008 at 11:17

    Com 56 comentários até o momento, os Patos massacram Machado de Assis (25 comentários) e pisoteiam implacavelmente a barata de Kafka (28 comentários).

    Os sites de literatura são imprevissíveis.

  • Fernando Torres 29/08/2008 at 12:18

    O Século XX chegou ao fim e seus últimos ecos vão se silenciando.

  • Silvio... Silva 29/08/2008 at 13:09

    Curiosidade: em uma entrevista (disponível no site globo media center) o sisudo Lobo Antunes afirma que algo que o influenciou muito a tornar-se escritor foram as histórias de Flash Gordon, Tio Patinhas e Pato Donald (que, no sotaque luso, virou “Dônálde”)

  • Fabio Negro 29/08/2008 at 19:14

    Foda-se: ainda não li nem 10% de todos os gibis Disney que existem em sebos.

  • Carlos Magno 29/08/2008 at 19:18

    Ah, que saudade do criador!

    Com ele, Donald Duck seria um atualíssimo super herói galáctico, trazendo em sua cauda meteórica toda a plêiade de personagens Disney que tanto e saudavelmente influenciaram nossas formações anímicas.

    Os gênios deveriam ser eternos!

  • Pedro 29/08/2008 at 21:35

    Bom já tá cheio de opinião e tudo mas Disney é um lixo pra mim, nem quando eu era criança eu gostava, e olha que amo HQ. Preferia os super-heróis e a turma da Mõnica. Hoje X-men pra mim tb é lixo. Mas só posso comemorar o fim do Pato Donald. Do tio Patinhas, então? Nunca pude me simpatizar com esses personagens.

    Só é pena que aja tão pouca coisa boa pra preencher o vazio. História em Quadrinhos é coisa tão legal! Mas em termos ideológicos, o que há de bom é Asterix. Opinei!

  • Saint-Clair Stockler 29/08/2008 at 23:01

    Faço minhas as palavras do pai do Martin, mudando um pouquinho:

    “Se não for pra atazanar alguém, não faz muito sentido escrever no TodoProsa”

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial