Uma ideia legal: o e-mail corporativo-literário

11/06/2012

Incentivo à leitura e divulgação da literatura brasileira contemporânea parecem temas áridos, para não dizer inglórios? Que tal convocar os profissionais?

A agência de publicidade Lew’LaraTBWA acaba de inventar uma utilidade cultural surpreendente para o espaço daquele “texto legal” que muitas empresas colam no pé dos e-mails de seus funcionários, em geral algo chato na seguinte linha: “Esta mensagem e seus arquivos anexados podem conter informações confidenciais e/ou legalmente protegidas etc.”

“Por que o texto legal que aparece no final do e-mail não pode ser legal de verdade?”, pergunta o material preparado pela agência para apresentar a Biblioteca do Texto Legal, uma criação de Cesar Herszkowicz e Max Geraldo.

Desde a semana passada, os e-emails dos funcionários da agência trazem no pé crônicas e minicontos de escritores brasileiros convidados. Tenho a honra de estar nessa primeira leva (com o conto “História do mundo em 13 tweets”, que pode ser lido por quem clicar na imagem acima), ao lado de Ignacio de Loyola Brandão, Xico Sá, Antonia Pellegrino, Elisa Andrade Buzzo e Milly Lacombe, entre outros autores.

Se a moda pega, não sei não. Corremos até o risco de virar um país de leitores.

*

Ontem, no Sobre Palavras, me despedi do grande Ivan Lessa com a crônica “Ivan e o Bananão”.

2 Comments

  • Daniel 12/06/2012 at 11:06

    Amei tua história do mundo! Parabéns!

    • sergiorodrigues 12/06/2012 at 11:59

      Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial