Vou ali e já volto

21/09/2009

Como a disputa agora é séria, e só elegeremos o melhor começo inesquecível de todos os tempos uma vez, que tal deixar a votação (no post abaixo) rolando por duas semanas?

É o tempo que o Todoprosa vai tirar de folga. Dia 7 de outubro eu volto a atualizá-lo.

Abraços a todos e até lá.

13 Comments

  • Rafael 21/09/2009 at 11:13

    E que esta caixa de comentários fique dedicada ao mais nobre Dom que a Divindade concedeu aos Homens: o da conversa fiada e o da maledicência.

  • Tibor Moricz 21/09/2009 at 13:48

    Vou ali e já volto? Parece papo de marido que sai pra comprar cigarro e não volta nunca mais…rs

  • ROBERTO PRADO 21/09/2009 at 15:29

    Boas “férias”.

  • Luciana 21/09/2009 at 16:59

    “E que esta caixa de comentários fique dedicada ao mais nobre Dom que a Divindade concedeu aos Homens: o da conversa fiada e o da maledicência.” (Rafael)

    Boa idéia, Rafael. Começo com conversa fiada… sobre livros (não é falta de criatividade, é excesso de curiosidade). O que vocês andam lendo, heim?

  • Celeste Garcia 21/09/2009 at 17:10

    Voto no Estrangeiro, de Camus

    Hoje, mamãe morreu. Ou talvez ontem, não sei bem. Recebi um telegrama do asilo: “Sua mãe faleceu. Enterro amanhã. Sentidos pêsames”. Isso não esclarece nada. Talvez tenha sido ontem. (Albert Camus, “O estrangeiro”.)

  • JH 21/09/2009 at 19:07

    Sugestão: IMHO, uma enquete é mais prática (principalmente para o autor do blog) do que a caixa de comentários.

  • Carlos 22/09/2009 at 07:44

    O Todoprosa tornou-se dispensável.

  • kylderi 22/09/2009 at 18:14

    Bom descanso, Sérgio.

  • Ava 27/09/2009 at 09:39

    Nesse grande garimpo que a internet, as vezes conseguimos garimpar algumas pepitas…

    Hoje, minha bateia trouxe voce e esse site recheado de leitura que prende e encanta…

    Prazer em conhecer…

    Beijos!

  • Ed F. 27/09/2009 at 15:23

    Aproveitando esse recesso, tomo a liberdade de recomendar uma olhada na participação do anfitrião aqui do blog na recente Bienal do Rio:

    http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1127584-7823-SERGIO+RODRIGUES+E+CARLOS+HEITOR+CONY+DISCUTEM+LITERATURA+POLITICA+PARTE,00.html

    http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1127585-7823-HEITOR+CONY+FALA+DE+LITERATURA+ENGAJADA+NO+CAFE+LITERARIO+PARTE,00.html

    http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1127587-7823-CONY+E+RODRIGUES+RESPONDEM+QUAL+E+A+GRANDE+QUESTAO+POLITICA+NA+LITERATURA+PARTE,00.html

    Conversa afiada, contundente e bastante oportuna.

  • Thiago Maia 30/09/2009 at 15:22

    “Que cavalos são aqueles que fazem sombra no mar?”

  • Fiodór Dostoiévski 02/10/2009 at 20:43

    Acho o máximo o primeiro parágrafo do livro Memórias do Subterrâneo , onde diz assim :
    Sou um homem doente… Um homem mau. Um Homem desagradável. Creio que sofro do fígado. Aliás não entendo níquel da minha doença e não sei ao certo o que estou sofrendo. Não me trato e nunca me tratei, embora respeite a medicina e os médicos. Ademais, sou supersticioso ao extremo; bem, ao menos o bastante para respeitar a medicina. (Sou suficientemente instruído para não ter nenhuma superstição, mas sou supersticioso.) Não, se não quero me tratar, é apenas de raiva. Certamente não compreendeis isto. Ora, eu compreendo. Naturalmente não vos saberei explicar a quem exatamente farei mal, no presente caso, com a minha raiva; sei muito bem que não estarei a “pregar peças” nos médicos pelo fato de não me tratar com eles; sou o primeiro a reconhecer que, com tudo isto, só me prejudicarei a mim mesmo e a mais ninguém. Mas, apesar de tudo, não me trato por uma questão de raiva. Se me dói o fígado, que doa ainda mais .

  • Diego moraes 12/10/2009 at 22:21

    “A escrita é um bicho raivoso dentro da gente.ontem,escreví tanto que meu braço parecia um pedaço de arvore perdido num rio da mesa da patroa.” – saltos ornamentais no escuro,diego moraes.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial