Flip, ano 9: como ir da importação à exportação de literatura?

06/07/2011

Em sua nona edição, que começa hoje à noite com uma palestra do crítico Antonio Candido e sob o signo da “antropofagia” de Oswald de Andrade, o homenageado do ano, a Festa Literária Internacional de Paraty dá sinais de amadurecimento como grande evento do mercado literário brasileiro, inspirador de uma série de festas espalhadas pelo país – como mostrou a boa reportagem de Beatriz Souza aqui em VEJA.COM.

Essa posição central a Flip ocupa há anos, é verdade, mas vejo indícios de amadurecimento em pelo menos uma das atrações que ocorrerão no entorno da Tenda dos Autores: as duas conferências do projeto Brazilian Publishers, na noite de quinta-feira, em que editores e agentes literários nativos e estrangeiros discutirão diante da plateia da Casa da Cultura modos de divulgar a quase secreta literatura brasileira no exterior – questão crítica num momento em que o Brasil ensaia para ser o país homenageado em 2013 na Feira de Frankfurt, principal vitrine do mercado editorial no mundo.

A esperança de que o encontro possa ir além do bate-papo para influir na definição de uma política cultural baseia-se na presença, entre os debatedores, de Galeno Amorim, presidente da Biblioteca Nacional e encarregado de preparativos, que, como as obras da Copa do Mundo, vêm sofrendo críticas pela lentidão.

Some-se a isso o aguardado anúncio, pelo editor da “Granta”, de um número da revista literária inglesa dedicada a jovens autores brasileiros, noticiada com exclusividade por Josélia Aguiar em seu blog “Painel das Letras”, e começa a se delinear um quadro de (tentativa de) internacionalização em que a Flip desempenha papel importante. Freeman falará na Tenda dos Autores às 10h de sábado.

Outro evento relevante descolado da (boa) programação principal é o lançamento, na noite de sexta-feira, de dois livros inéditos de Rubem Fonseca numa tacada só, a coletânea de contos “Axilas e outras histórias indecorosas” e a novela “José” – mas este só ganharia maior destaque se, contrariando o que está programado, o recluso escritor surpreendesse todo mundo e aparecesse em Paraty. Não convém apostar nisso.

O Todoprosa voltará a ser atualizado hoje à noite, com a cobertura da palestra de Antonio Candido, e a partir daí terá intensa movimentação de posts até domingo. A escritora Lilian Fontes dividirá comigo a cobertura das mesas. Entrevistas com autores serão publicadas no blog vizinho Veja Meus Livros. Apareçam!

5 Comments

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial